Cultura

A temporada da Cultura Artística em 2021

A Cultura Artística terá dez atrações em sua temporada 2021. Os destaques incluem a estreia no Brasil da violinista Janine Jansen e a presença de três grandes pianistas: András Schiff, Maria João Pires e Nelson Freire, em uma de suas primeiras aparições depois da cirurgia no ombro, no final do ano passado. A agenda começará em julho.

“Mantemos nossa estrutura de sempre, com dez atrações, cada uma se apresentando duas vezes. Mas optamos por deixar para o segundo semestre o começo da temporada. Pelas informações que temos recebido, esperamos que até lá a vacina para o coronavírus já tenha sido disponibilizada e um número grande de pessoas tenha tomado”, explica Frederico Lohmann, superintendente da entidade.

Para ele, não seria viável o formato que está sendo adotado por outras instituições musicais, que têm retomado as atividades com presença reduzida de público. “É uma especificidade nossa. Dois terços de nosso público são assinantes, que não caberiam na Sala São Paulo com as restrições necessárias. Outro fator foi a agenda dos artistas. Muitos dos nossos parceiros latino-americanos, que também apresentam essas atrações em suas temporadas, ainda não sabem o que farão no ano que vem. E há a própria agenda dos artistas, que estão precisando remarcar turnês.”

A temporada começa em julho, com a presença do Quarteto Attaca, que venceu o Grammy em 2019 e vai apresentar no Brasil peças do grande repertório ao lado de criações de jovens autores, Paul Wiancko e Michael Ippolito entre eles. Outra novidade do cenário internacional, o contratenor Jakub Józef Orlinski se apresenta em agosto, ao lado do conjunto Il Pomo D’oro, dedicado à música antiga, que volta a São Paulo, onde já se apresentou com a mezzo-soprano Joyce DiDonato.

Em agosto, toca András Schiff, abrindo a série de pianistas. Ele vai interpretar obras de Bach e Beethoven. Maria João Pires, que toca em outubro, e Nelson Freire, atração de dezembro, fecham a lista (ambos ainda não definiram o repertório).

A agenda tem duas orquestras sinfônicas: a Sinfônica de Lucerna, em setembro, com obras de Weber, Schumann e Brahms, sob regência de Michael Sanderling e com a participação do grande violoncelista Steven Isserlis (que viria ao Brasil em 2020 pela temporada da Osesp); e a Orquestra do Festival da Estônia, sob regência do maestro Paavo Järvi.

São duas também as orquestras de câmara. A primeira, em setembro, é o Ensemble Alban Berg de Viena, com obras de Mozart, Brahms e Mahler. E, em seguida, Janine Jansen, uma das maiores violinistas da atualidade, interpreta As Quatro Estações, de Vivaldi, com a Amsterdã Sinfonietta, em um programa que tem também peça encomendada ao compositor inglês Thomas Adès. A décima atração do ano é o Trio Wanderer, que estava previsto na temporada 2020.

“Conseguimos remarcar o Trio Wanderer, o que nos deixou muito felizes. E vamos fazer um esforço para, de acordo com as agendas, reprogramar ao longo das próximas temporadas outras atrações que não puderam vir ao Brasil por conta da pandemia”, diz Lohmann.

A Cultura Artística também vai promover a série dedicada ao violão, no Auditório do Masp, com participação de Igor Klokov, Gabriel Bianco, Goran Krivokapic, do duo formado por Aniello Desiderio e Zoran Dukic e de João Camarero.

A programação digital será mantida. “Vamos estudar cada vez mais novas linguagens, ver como o público reage. E levar algumas iniciativas presenciais para a internet. É o caso das palestras antes dos concertos, que passarão a ser digitais, ampliando bastante o alcance.”

As assinaturas para a temporada 2021 começam a ser vendidas no dia 9 de novembro, de acordo com um calendário específico. A renovação acontece entre os dias 9 e 19; trocas de assinaturas para Amigos da Cultura Artística serão feitas no dia 30 e, para os demais assinantes, nos dias 2 e 3 de dezembro. Novas assinaturas serão vendidas a partir do dia 7 de dezembro. Mais informações no site www.culturaartistica.com.br

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel