Em Cartaz

A revolucionária por trás do DNA

Nova biografia de Walter Isaacson conta a trajetória da cientista Jennifer Doudna, Nobel de Química em 2020

Crédito: Laura Morton

CÓDIGO DA VIDA Jennifer Doudna: pesquisadora criou ferramenta que altera o código genético (Crédito: Laura Morton)

Quando Walter Isaacson resolve escrever sobre alguém, é bom prestar atenção. Autor das biografias de Albert Einstein, Benjamin Franklin, Leonardo da Vinci e Steve Jobs, seu novo trabalho trata de uma personagem mais desconhecida, mas não menos genial. “A Decodificadora – Jennifer Doudna, Edição de Genes e o Futuro da Espécie Humana” narra a trajetória da vencedora do Nobel de Química em 2020, uma das cientistas mais revolucionárias da história. Americana de 57 anos, ela é responsável pela tecnologia conhecida como CRISPR, ferramenta capaz de editar o código genético do DNA. Sua descoberta permitirá curar doenças, prevenir infecções virais e criar gerações mais saudáveis. Após abordar a determinação da pesquisadora na infância –, ela ouviu do orientador que “garotas não fazem ciência” – Isaacson conta a corrida pelo sequenciamento do genoma humano e casos dos colegas de Jennifer Doudna, como se estivesse narrando um thriller. Explica ainda a tecnologia criada por ela, que ajudou na criação de uma vacina rápida e inovadora contra o coronavírus. Um livro interessante não só para quem quer entender como a ciência moldará o futuro dos seres humanos, mas também para pensar desde já sobre as discussões éticas que essa manipulação dos genes vai gerar na sociedade.

Divulgação

Biógrafo dos gênios

Walter Isaacson já foi editor da revista Time e CEO da CNN. Hoje, escreve biografias que estão sempre na lista dos mais vendidos. Começou com obras sobre Benjamin Franklin, um dos “pais fundadores” dos EUA, e Henry Kissinger, o mais influente diplomata americano do século 20. Interessado em história, é professor da Universidade de Tulane, em Nova Orleans. Após o sucesso da biografia de Albert Einstein, “Sua Vida, Seu Universo”, passou a focar no campo da inovação: o livro sobre Steve Jobs vendeu mais de dez milhões de cópias e virou filme. Lançou, então, “Os Inovadores”, sobre outros papas da revolução digital, “Leonardo da Vinci”, sobre o gênio italiano, e “A Decodificadora”, abordando a vida da cientista Jennifer Doudna.