ISTOÉ Gente

“A pandemia mostra que a vida é olhar para o outro”, diz Angélica em live da IstoÉ

Crédito: Divulgação

 

 

Na noite da última quarta-feira (19), a apresentadora, atriz e cantora Angélica participou da live de Gente. Na conversa com a jornalista Letícia Sena, ela contou detalhes da vida, do dia a dia ao lado da família na quarentena, falou da carreira na televisão, sobre o futuro e não economizou opiniões até sobre a possibilidade de vir a ser a primeira-dama do país. “Somos seres evoluindo”, alerta.

A loira, na live, fala que cresceu diante das câmera. A comunicadora começou sua carreira aos 4 anos de idade quando foi eleita a criança mais bonita do país no programa do Chacrinha, na TV Bandeirantes e assinou diversos de contratos publicitários. Desde então, Angélica nunca mais parou, seja como modelo até os 12 anos ou depois, quando deu início à sua carreira de apresentadora em 1986, no programa infantil “Nave da Fantasia”, na extinta TV Manchete. “A televisão é mágica”. diz.

O sucesso veio um ano depois, na mesma emissora, quando ela substituiu Xuxa, no programa “Clube da Criança”. Depois, ela passou pelo SBT e comandou o “Casa da Angélica” e “TV Animal”, substituiu Gugu no programa “Passa ou Repassa”. À época, já era a paixão nacional das crianças e adolescentes. Não demorou até a apresentadora desembarcar na Rede Globo, onde estreou com “Angel Mix”. Entre altos e baixos na década de 1990, voltou a recuperar o brilho quando foi escalada para comandar diariamente o Vídeo Game, programa de auditório pré-gravado inserido no Vídeo Show, no ar até hoje. “Meus trabalhos refletem meus momentos. A vida é movimento, não dá para parar. A pandemia mostra que a vida é olhar para o outro”.

Casada com o também apresentador Luciano Huck, ela conta, no bate-papo, como tem sido o cotidiano da vida em quarentena e conta os bastidores e intimidades da família Huck em casa, desde os cuidados com o visual da família, como “cabeleireira”, da educação dos rebentos e a mudança de comportamento dos filhos com a quarentena, até os momentos de reflexão. “A gente vive dificuldades emocionais, mas durante a quarentena temos vivido uma união da porta para dentro. Criamos rotinas de trabalho, troca de ambiente… Está sendo incrível. A pandemia trouxe ações e a palavrinhas que estavam perdidas”, diz.

Aos 46 anos, Angélica não economiza gargalhadas e nem palavras, na conversa. Na live, ela fala sobre liberdade de expressão, das crises de pânico, existenciais e intelectuais. “Por causa da síndrome de pânico, fui buscar a meditação, o Yoga e exercícios. “Gosto de trabalhar a espiritualidade”. Na imersão na vida e na carreira, Angélica fala sobre religião e em medos. “Me sinto insegura em pegar um trabalho sério de novelas. Atuar é uma forma de brincar. Tenho vontade de fazer um filme, que não seja a cara da Angélica.” 

Na troca de ideias, Angélica deixa claro que não dorme sobre a fama. A garotinha que um dia foi eleita a criança mais bela do país, se tornou empresária bem sucedida, mãe – “Tirei dez anos só para fazer criança. Mas, a fábrica de bebê abriu falência”, diverte-se.

Ela também comenta sobre a relação com as dezenas de fãs clube espalhados pelo país e até sobre a possibilidade do marido ser candidato à presidência da República: “O país está passando por um momento muito difícil. Luciano adora ajudar as pessoas, de qualquer forma. A gente tem que dar o que pode. Onde ele for, estarei ao lado dele”. Angélica anuncia que voltará à TV em outubro com o novo programa “Simples Assim”, que teve gravações suspensas diante da pandemia do coronavírus. “Não posso revelar os detalhes, mas nunca foi tão atual, para os novos tempos, como agora”, concluiu.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ Raro fenômeno da lua azul ocorrerá durante o Halloween, saiba o significado

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago