Farol ISTOÉ

A ONU entra no meio

A ONU entra no meio

Uma árvore no meio de zona desmatada na Amazônia, em 13 de outubro de 2014 - AFP/Arquivos

O secretário geral da ONU, António Guterres acaba de se alinhar ao time de críticos ao Brasil e disse estar profundamente preocupado com a situação. Cobrou medidas de proteção urgentes. “A Amazônia precisa ser protegida”, afirmou hoje e não descartou a possibilidade de o assunto entrar em pauta nas discussões multilaterais do organismo. O Brasil entra na berlinda na instituição às vésperas da reunião na qual tradicionalmente abre os trabalhos com um discurso do presidente. Bolsonaro dessa vez irá a ONU com uma difícil tarefa pela frente: convencer o mundo de que, ao contrário do que parece, é simpático às bandeiras ambientais.

Tópicos

amazônia ONU