Em Cartaz

A noviça profanada

Crédito: Divulgação

Filmes de horror que envolvem a ritualística da Igreja Católica costumam fornecer quantidades maiores de cenas tenebrosas, em que o misticismo se mistura a símbolos misteriosos. Foi pensando nisso que o cineasta malaio James Wan escreveu o roteiro de “A Freira”, longa-metragem dirigido por Corin Hardy. Uma jovem freira aparentemente se suicida em um convento na Romênia. Mas tudo indica que ela foi usada em um sacrifício diabólico. Padre Burke (Oscar Demin Bichir) e irmã Ierene (Taíssa Farmiga) são enviados do Vaticano para decifrar o caso.