A Nicarágua é aqui

Crédito: AFP

(Crédito: AFP)

Comentei ontem aqui que o governo vinha reduzindo a transparência na divulgação dos números diários da epidemia de coronavírus.

Enquanto suas redes sociais deixavam de mencionar os mortos, o Ministério da Saúde atrasava para as 22 horas a publicação diária de estatísticas.

Agora está escancarado que a guerra da saúde pública importa menos para o governo do que a guerra da informação.

Ontem à noite, diante do Palácio do Planalto, o presidente escancarou o óbvio. O horário de liberação dos números da Covid havia sido alterado para evitar reportagens nos jornais noturnos, especialmente na Rede Globo.

Depois disso, ele lançou nas redes uma explicação mais “técnica”: na verdade, o que se busca é uma consolidação mais cuidadosa das informações. Blá-blá-blá.

Em paralelo, novo secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, o empresário Carlos Wizard, partia para o ataque.

Enquanto o portal do ministério sobre a Covid-19 saía do ar para “manutenção”, Wizard ele acusava Estados e municípios de inflacionar os números da doença para arrancar dinheiro do governo federal.

É isso mesmo: segundo Wizard, existe uma conspiração. Supõem-se que médicos e enfermeiros país afora também estejam envolvidos nela, pois sem a colaboração, ou no mínimo a complacência deles, não seria possível fraudar os números em tão larga escala. Ah, os profissionais de saúde, esses canalhas…

Wizard diz que os atestados de óbito serão revistos pelo Ministério da Saúde. Imagino que queira atribuir a comorbidades a causa de algumas mortes. Se o sujeito era hipertenso e diabético, então morreu por causa disso, e não por causa do vírus, mesmo que o vírus o tenha levado ao hospital. Estou especulando. É difícil imaginar o objetivo dessa revisão e as bases científicas sobre as quais vai se assentar. Veremos.

Ontem, disse que o presidente, ao tratar da pandemia, mostrava-se um discípulo fiel da doutrina Ricúpero de comunicação pública: “O que é bom a gente fatura; o que é ruim a gente esconde.”

Mas agora ele foi mais longe. Está querendo adotar as táticas do ditador da Nicarágua, Daniel Ortegas, que manipula despudoradamente as estatísticas de seu país sobre o coronavírus.

A Nicarágua é aqui.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ Fundador da Ricardo Eletro e filha são presos em operação contra sonegação
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.