Gente

A miss da diversidade

Crédito: Divulgação

Pela primeira vez, uma modelo trans competirá pelo título de Miss Universo. A espanhola Ángela Ponce foi eleita para representar seu país na disputa e comemorou a conquista em seu Instagram: “Meu objetivo é ser a porta-voz de uma mensagem de inclusão, respeito e diversidade não apenas para a comunidade LGBTQ+”, escreveu ela. Em 2015 ela foi eleita Miss Cádiz, mas foi impedida de participar do Miss Mundo porque a premiação não aceitava transgêneros. Em entrevista ao jornal “El País” ela disse que não quis se candidatar a concursos específicos, como o Miss International Queer, porque quer ser respeitada pelo que é e chamar a atenção do mundo para o preconceito que existe contra mulheres trans. “Não quero ser mais uma miss pedindo a paz mundial. Levo uma mensagem muito poderosa de tolerância e inclusão”, afirma ela. Desde 2012 o Miss Universo aceita inscrições de transgêneros, após uma polêmica envolvendo Jenna Talackova, cotada para ser a representante do Canadá da disputa, mas que acabou desqualificada.

O rei em L.A.

Lebron James, maior ídolo da NBA, anunciou que vai para o Los Angeles Lakers. O craque Zlatan Ibrahimovic, que joga na cidade, disse que agora “L.A. tem um rei (como Lebron é conhecido) e um deus” (o próprio Ibrahimovic). Arnold Schwarzenegger foi mais modesto: gravou um vídeo no qual diz que Lebron será apenas a mais brilhante das estrelas da cidade.

No topo do mundo

Divulgação

 

J Balvin é o músico de maior sucesso do Spotify. Com 48 milhões de ouvintes, o colombiano desbancou o rapper americano Drake. “X”, seu single mais recente, já foi tocado 327 milhões de vezes. É a prova de que a música latina conquistou o planeta. Não à toa a própria Anitta gravou com J Balvin e tem se dedicado ao reggaeton, o som do momento há tempos.

A cozinha de CR7

Divulgação

Apesar de todo esforço de Cristiano Ronaldo, a seleção de Portugal não conseguiu vencer o Uruguai. Mas o craque já tem outro projeto para se ocupar: a inauguração de seu primeiro restaurante em Gramado, no Rio Grande do Sul. A Casa Aveiro by Dolores tem nome inspirado na mãe do jogador, que trabalhou como cozinheira para sustentar os filhos pequenos. O cardápio trará receitas dela, todas de inspiração portuguesa, e quem comandará o negócio será a irmã do jogador, Kátia Aveiro, que já está no Brasil e tem mostrado fotos das obras do restaurante em seu Instagram.

‘Quem poderá nos defender?’

Divulgação

No caso da seleção do México, nem mesmo Chapolin Colorado salvou a equipe da eliminação. Robby Gómez, neto do comediante Roberto Gómez Bolaños, o Chaves, assistiu à partida vestido como o herói criado por seu avô. A torcida tentou abafar a brasileira, mas o futebol em campo não foi suficiente para avançar às quartas.

De volta para casa

Divulgação

Após sofrer um AVC e passar pouco mais de um ano e três meses internado, o cantor Arlindo Cruz deixou o hospital a tempo de assistir ao jogo da Seleção Brasileira contra o México em casa. Ele já havia recebido alta, mas reformas foram feitas para receber os enfermeiros que darão continuidade ao tratamento de Arlindo. Ele permanecerá acamado, mas não depende de aparelhos para respirar e já reconhece seus familiares. Não há previsão de quando voltará a tocar.