A semana

A gelada separação do bilionário “casal perfeito” Bill e Melinda Gates

Crédito: Rick Wilking

A NOTA QUE CORREU O MUNDO Melinda e Bill Gates: “Depois de muito trabalhar a nossa relação, tomamos a decisão de terminar o casamento” (Crédito: Rick Wilking )

Juda Ngwenya

Machado de Assis ensinou: “Deus, para a felicidade humana, inventou o amor; o diabo, invejoso, fez as pessoas confundirem amor com casamento”. Ou seja: não existe o casamento ideal, até porque, se existisse, não seria casamento. Mas é inerente ao ser humano achar que a grama do vizinho é sempre mais verdejante, e, assim, para os comuns dos mortais, Bill Gates e Melinda Gates eram vistos como formadores do par perfeito em quase todo o mundo. Atualmente, a união já caminhava em seus 27 anos, e ajudava nessa visão de matrimônio paradisíaco o fato de ambos, bilionários em dólares, dedicarem-se desde o ano 2000 a ações filantrópicas, por meio da Fundação Bill e Melinda Gates. Na vida particular, porém, marido e mulher, e somente marido e mulher, sabiam que a convivência gelara. Na semana passada, secamente eles anunciaram que estão se separando. Em uma pragmática nota, Bill escreveu: “Depois de muito trabalhar a nossa relação, tomamos a decisão de terminar o casamento”. A fortuna de Bill Gates (um dos fundadores da Microsoft, empresa da qual se distanciou em 2008) e de Melinda está estimada em US$ 124 bilhões (R$ 674,5 bilhões). Até a quarta-feira 5, pouco se sabia sobre os termos do divórcio, mas é certo que, após a partilha, Melinda ascenderá na lista das pessoas mais ricas do planeta — hoje o casal é o quarto no ranking da revista Forbes. Foi essa ascensão que ocorreu com MacKenzie Scott, quando se divorciou de Jeff Bezos, fundador da Amazon.

US$ 53,8 bilhões É o valor total que a Fundação Bill e Melinda Gates investiu nos últimos 20 anos em projetos filantrópicos

Divulgação

Adeus e fortuna

Quando se separou de Jeff Bezos, fundador da Amazon, MacKenzie Scott tornou-se em 2019 a quarta mulher mais rica do mundo

No passado, tudo flores

Foi em 1987 que Bill e Melinda se conheceram. O namoro foi relativamente longo: sete anos. Em janeiro de 1994 eles se casaram no Havaí. Dois anos depois, Melinda deixou a Microsoft para dedicar-se à casa. Eles têm três filhos: Jennifer, Rory e Phoebe. Hoje, Bill está com 65 anos de idade e Melinda, 56. Em 2000, o casal criou a famosa Fundação Bill e Melinda Gates com finalidade de praticar ações filantrópicas, dando uma aula civilizatória e de humanidade a todos os magnatas.

FOME
Desativar o Programa Hortas Cariocas é um crime

MANGUINHOS Plantação comunitária onde antes era ponto de drogas: 800 famílias beneficiadas (Crédito:Ian Cheibub)
Ian Cheibub

A frase “quem tem fome tem pressa” não é somente da boca para fora — tem pressa porque é da outra boca, a do estômago, para dentro. A miserabilidade de um número cada vez maior de famílias, devido à péssima condução do governo federal nos terrenos da economia e do combate ao coronavírus, parece não importar, no entanto, às autoridades do Rio de Janeiro. Foi anunciada a desativação do Programa Hortas Cariocas, internacionalmente prestigiado e premiado pela ONU em decorrência do trabalho na luta contra a insegurança alimentar. Somente na comunidade de Manguinhos, 800 famílias são alimentadas. Há 49 hortas comunitárias na cidade que, ao longo do ano, produzirão mais de 80 toneladas de alimentos. Elas também geram trabalho aos moradores e ajudam no crescimento sustentável da região. A do Rio não tem de ser desativada e, importante, outras precisam ser criadas, também em áreas centrais. Em São Paulo, por exemplo, por que não se utiliza parte do Vale do Anhangabaú para uma gigantesca horta?

CRIME
Ataque em creche deixa cinco mortos

SANTA CATARINA A escola infantil, minutos depois da invasão: atraso no horário do almoço diminuiu a tragédia (Crédito:JOCIMAR BARBOSA)

Cinco pessoas foram mortas na semana passada em um ataque a uma creche catarinense, no pequeno município de Saudades. O jovem de 18 anos, identificado como Fabiano Kipper, invadiu a escola de educação infantil armado com um facão e uma adaga — os quais usou para ferir e matar duas professoras, três bebês e, em seguida, golpear a si próprio. A prisão preventiva de Fabiano foi decretada pela Justiça, mas ele está hospitalizado e intubado em UTI, em estado gravíssimo. De acordo com a polícia ele era antissocial, tinha poucos amigos, passava horas jogando videogame e maltratava animais.