Ter 300 modelos Ferrari estacionados na garagem é um sonho delirante demais até para o maior fã da mítica fábrica italiana. O que dizer então de alguém que realmente tem todos esses carros, mas apenas como parte de uma frota pessoal de 7 mil automóveis? Hassanal Bolkiah, o sultão de Brunei, é conhecido por essa coleção impressionante de carros de luxo, a maior parte deles de veículos extravagantes e exclusivos.

Brunei, no Sudeste Asiático, na costa norte da ilha de Bornéu, é governado por Bolkiah desde a abdicação de seu pai em 1967. Uma nação pequena, com território um pouco maior que três vezes o tamanho da cidade de São Paulo.

Segundo a revista Forbes, a fortuna do sultão é estimada em US$ 28 bilhões, equivalente a R$ 140 bilhões, dinheiro que vem dos lucros gerados pela indústria de óleo e gás do país.

A coleção do sultão está guardada em cinco hangares de aviões e inclui carros pertencentes a seu irmão, o príncipe Jeff, e a alguns sobrinhos. Segundo a revista DuPont Registry, o valor total dessa coleção é de aproximadamente US$ 300 milhões (R$ 1,5 bilhão).

A coleção conta com modelos exclusivos, exóticos, esportivos e raros. Entre essas máquinas, destacam-se 300 Ferraris, 604 Rolls-Royces, 134 Koenigseggs, seis Porsches Dauer 962 Le Mans (modelos de competição baseados no carro de corrida Porsche 962) e 11 McLaren F1. Também fazem parte da coleção 209 BMWs, 382 Bentleys, 179 Jaguars, 21 Lamborghinis, 574 Mercedes-Benz (um banhado a ouro) e 11 Aston Martins.

Sultão é também chefe de Estado e comanda principais ministérios do país (Crédito:Vicent Thin/AP)

A coleção inclui o modelo que Bolkiah usa em suas aparições pelo país, uma limusine Rolls-Royce Silver Spur II, banhada a ouro 24 quilates e que apresenta na parte traseira um balcão aberto com poltronas para o sultão e sua esposa.

Na disputa pela condição de modelos mais extravagantes há também dois Ferraris Mythos, carros-conceito criados pela montadora e não destinados à venda ao público, mas encomendados pelo sultão e personalizados.

Estão na garagem ao lado de seis Ferraris FX, modelos feitos pela fábrica italiana exclusivamente para o sultão. A frota tem as únicas três unidades do Aston Martin V8 Vantage Special Series II saídas da fábrica inglesa.

O sultão possui ainda dois Mercedes-Benz CLK GTR, carro esportivo com apenas 28 unidades no mundo. O curioso é que a marca alemã fabricou esses dois carros com o volante à direita, como nos carros ingleses, a pedido do sultão.

300 Ferraris estão na coleção do sultão, inclusive modelos fabricados a pedido dele (Crédito:Divulgação)

Uma vida de ostentação

As extravagâncias de Hassanal Bolkiah não estão apenas sobre rodas. Ele mora no palácio Istana Nurul Iman, concluído em 1984 e reconhecido pelo Guinness Book como o maior do mundo. São mais de 1.700 quartos, 257 banheiros e cinco piscinas.

Além disso, há espaço para 110 carros na garagem, esses os notórios favoritos do sultão e conservados com rigor por seus empregados.

Nos hangares com o restante da coleção, a conservação dos veículos não é tão eficiente, e muitos modelos estão deteriorados pela ação do tempo.

O palácio conta também com estábulos climatizados para 200 cavalos. O sultão é dono de um Boeing 747 com inúmeros acessórios extras banhados a ouro. Há quatro anos, ele presenteou a filha com um Airbus A340.

Além de sultão de Brunei, Bolkiah também ocupa o cargo de primeiro-ministro desde 1984, quando o país conquistou independência da coroa britânica.

Com a morte de Elizabeth II, no ano passado, o líder do Brunei é o mais longevo monarca no poder em todo o mundo, há 55 anos no trono.

Seu governo é duramente criticado pela falta de democracia. Além de soberano, chefe de Estado e guia espiritual, ele também é o titular dos ministérios de Justiça, Finanças, Comércio, Defesa e Relações Exteriores.

50 andares distribuídos em cinco prédios servem de garagem aos carros (Crédito:Divulgação)

* Estagiário sob supervisão de Thales de Menezes