Rachel Sheherazade pode se dar mal após algumas falas polêmicas em A Fazenda 15. Em uma conversa com os colegas de confinamento, a jornalista, que trabalhou anos como âncora de um telejornal do SBT, disse que a equipe do governo do ex-presidente, Jair Bolsonaro, determinava o que ia ou não ao ar. Nas redes sociais, alguns internautas logo associaram o fato a emissora de Silvio Santos.

“O presidente da república liga reclamando. O secretário de comunicação do governo passado ligava pra emissora. Se eu quero vai ao ar, se eu não quero que eu vá ao ar. Era assim”, afirmou Rachel.

Na sequência, o ator André Gonçalves fez uma ressalva de que quem comandava o Ministério das Comunicações do governo anterior era Fábio Faria, marido de Patrícia Abravanel e genro do Silvio Santos. “Aliás, era o genro”, comentou.

“Sim, também”, concordo Shererazade. “Tem influência, mas vive com a corda no pescoço”, completou a jornalista.

SBT avalia processar Sheherazade

Segundo informações do portal NaTelina, o SBT está avaliando processar Rachel Sheherazade após as suas declarações no reality show rural da RecordTV.

Em nota ao jornal O DIA, O SBT negou as declarações feitas pela apresentadora. “Não é verdade. O SBT tomará as medidas cabíveis”, informou a emissora.

Assine nossa newsletter:

Inscreva-se nas nossas newsletters e receba as principais notícias do dia em seu e-mail

Rachel Sheherazade X Silvio Santos

Em 2017, Silvio Santos aproveitou a entrega do Troféu Imprensa para criticar os comentários políticos de Rachel estava fazendo no SBT Brasil. “Você (Sheherazade) começou a fazer comentários políticos no SBT e eu pedi para você não fazer mais porque não pode fazer. Você foi contratada para ler notícias e não para dar a sua opinião. Se você quiser fazer política compra uma estação de televisão e vai fazer por sua conta, aqui não”, disparou o dono do baú.

Na ocasião, Rachel Sheherazade ficou constrangida e tempo depois entrou como uma ação contra Silvio Santos. O SBT foi obrigado a pagar uma indenização de R$ 500 mil para a jornalista, em sentença promulgada em janeiro de 2022.

Assista ao vídeo:


Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias