Edição nº2526 18/05 Ver edições anteriores

A escolha

Uma anedota adaptada.
Um político morreu e foi para o céu.
São Pedro efusivo:
– Senador! Que honra! Estávamos ansiosos por sua chegada!
São Pedro tirou o senador da fila e levou para a sala VIP.
– Ter alguém de sua envergadura aqui no paraíso é uma honra, senador! Estou, inclusive, autorizado a lhe oferecer nosso Pacote Luxury!
São Pedro entregou prospectos ilustrados.
– Optando por nossos serviços o senhor terá: Suite Master com vista para o Coral de Anjos, gastronomia com o melhor da comida vegan, nectar de frutas selecionadas, querubins…enfim…a paz e a serenidade eternas.
– Se eu optar? – perguntou o político.
– Claro! Ninguém é obrigado a viver no paraíso. Inclusive sugiro que depois da nossa conversa, o senhor vá para o inferno comparar as instalações.
Tour guiada.
Tudo muito bonito, angelical.
Ao político chamou atenção a ausência de rostos conhecidos, apesar de ter visto uma moça que parecia a Marina Silva…
Terminado o passeio, São Pedro repetiu:
– Agora o senhor faça o favor de descer e conhecer o outro resort. Pode usar aquele elevador vermelho. Para ganhar tempo vou preparando os contratos – e completou:
– Ah! Apenas não esqueça que a escolha é definitiva, senador! Para todo o sempre.
O político apertou o botão “subsolo”, logo abaixo do que dizia “cobertura”.
Quando as portas se abriram, o próprio diabo o aguardava.
Música alta, sertanejo, mulheres, bebidas, puxa-sacos, jóias e comidas francesas.
Tudo que o político adorava.
Uma festa só comparada às de Brasília nos bons tempos.
Ricamente decorado em vermelho e dourado.
O diabo apresentou a agenda de festas temáticas.
Hoje era Moulin Rouge.
Semana que vem, Calígula.
O político escutava de queixo caído.
Por ele passavam genocidas, criminosos famosos, marketeiros, juízes, advogados, ex-presidentes.
Um grupo de companheiros de partido garantia a ele que ali era o lugar para encerrar a sua carreira.
Não foram precisos nem dez minutos.
O político subiu, decidido.
São Pedro percebeu de cara a derrota.
– Mas senador…
– Ah, São Pedro…agradeço muito a consideração. Diga lá para seu chefe que fico realmente lisonjeado. Mas é que meu pessoal está todo lá embaixo…sabe como é?
São Pedro sabia.
Suspirou e desejou sorte ao político que, imediatamente, tomou o elevador de volta.
Quando a porta se abriu no subsolo, por um segundo o político achou que havia apertado o botão errado.
Labaredas com mais de dez metros brotavam de uma montanha de lava.
O cheiro de enxofre insuportável o obrigou a prender a respiração.
Corpos se afogavam aos gritos, que ecoavam como numa ópera de terror.
O diabo veio recebê-lo com um sorriso de orelha a orelha.
– Seja bem-vindo, senador!
Em pânico, o político pergunta:
– Mas…mas…onde está tudo que eu vi antes…a festa…a música…as mulheres…tudo aquilo que estava aqui há dez minutos!?
O diabo deu uma gargalhada macabra enquanto abraçava o novo cliente:
– Oi? Ah, senador, mas que ingenuidade a sua! Aquilo era para a campanha eleitoral. Mas agora já estou eleito, queridão.
E seguiram abraçados em direção ao mar de chamas.

Onde está tudo que eu vi antes…a festa…a música…as mulheres…?
– Ah, senador, mas que ingenuidade a sua! Aquilo era para a campanha eleitoral.
Mas agora já estou eleito, queridão.

 


Mais posts

Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.