Brasil

‘A CPI será uma espada na cabeça do Bolsonaro’, diz o deputado Fausto Pinato

Crédito: IstoÉ

O deputado federal Fausto Pinato (PP/SP) participou de live da IstoÉ, nesta sexta-feira, 9. Na conversa com o editor de política da revista em Brasília, Ricardo Chapola, ele falou sobre o combate ao coronavírus no Brasil e os esforços do Congresso Nacional no enfrentamento à crise sanitária que assolou o Brasil e o mundo. 

“O governo insiste em não corrigir os equívocos cometidos no combate à pandemia. Bolsonaro continua insistindo no discurso errado”, avalia o deputado.

Eleitor de Jair Bolsonaro, o parlamentar paulista disse, segundo ele “com o coração partido”, que se sente enganado e decepcionado com o governo que ajudou a eleger. 

“O País adoeceu com extremos. A ala ideológica olavista deixou doente Bolsonaro, uma parte da direita e está levando o Brasil ao caos.” Pinato, que se define de direita no espectro político, diz que “o núcleo extremista do governo transformou Bolsonaro em refém”. 

Sem rodeios, o deputado afirma que “15% ou 20% de loucos não podem colocar em risco milhões de vidas. Se Bolsonaro quiser se matar, que se mate sozinho”, afirma.

Presidente da Frente Parlamentar BRICS, que tem o objetivo de fortalecer as relações entre os países membros do grupo de cooperação política, econômica e financeira formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, Pinato atribui também à ala ideológica extremista do governo federal o fracasso das negociações com os países como a China, Índia e Rússia, na importação de vacinas e insumos para combater a Covid. 

“Até quando vamos ficar dependentes dessa plateia de malucos? Um chefe de Estado tem que olhar o que é melhor para seu povo, e o presidente insiste em um discurso maluco e irresponsável. Bolsonaro vai definhar.”

Pinato falou sobre economia, chamou o ministro da Economia, Paulo Guedes, de imprudente e embusteiro. “Guedes é irresponsável e está mentindo para a população sobre a recuperação da economia. Ele não tem plano ou estratégia para tirar o país da crise, que deve durar até o final do ano”. 

Pinato entende que o auxílio emergencial deve ser de um salário mínimo até o final do ano. “Com a fome e o desemprego, este país vai estourar”, avalia.

Ele admite que o Centrão está esperando tirar alguma vantagem para pular fora da canoa de Bolsonaro e que a relação de vários parlamentares do grupo político dele já entende que não existe mais confiança na relação com o governo. 

Fausto Pinato fez uma análise da Comissão Parlamentar de Inquérito da pandemia, determinada pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), que terá como objetivo apurar supostas omissões do governo federal no enfrentamento à crise sanitária da Covid-19. “A CPI será uma espada na cabeça do presidente”, concluiu.


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais