Brasil

A CPI da “farra”

Senador consegue assinaturas para investigar indenizações

Crédito: Divulgação

CAIXA-PRETA Ministra Damares recolhe arquivos da Anistia (Crédito: Divulgação)

Com base em reportagem publicada por ISTOÉ em sua última edição, o senador Styvenson Valentim (Pode-RN) protocolou na quarta-feira 13 pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a “farra das indenizações” pagas pela Comissão de Anistia a pessoas que se declaram vítimas da ditadura militar. A existência de situações obscuras envolvendo, por exemplo, a indenização paga ao ex-presidente Lula e a outras pessoas ligadas aos governos petistas foi revelada por ISTOÉ em 13 de fevereiro. Desde 2001, quando a comissão foi criada no governo Fernando Henrique, já foram concedidas 39 mil indenizações, que custaram aos cofres públicos quase R$ 10 bilhões. A maior parte paga durante a era petista no poder. Em especial, durante os dois primeiros anos do governo Lula. ISTOÉ publicou a lista com todas as indenizações e respectivos valores. Há situações, de fato, injustificáveis, embora não todas. É exatamente sobre os excessos e pontos nebulosos que a CPI deverá se debruçar.

Leia mais: EXCLUSIVO – A farra das indenizações

+ “Filho é um inferno e atrapalha”, diz Fábio Porchat sobre não querer ser pai

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela
+ Novo Código de Trânsito é aprovado; veja o que mudou
+Jovem é atropelado 2 vezes ao tentar separar briga de casal em Londrina; veja o vídeo
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel
+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês
+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Educar é mais importante do que colecionar
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea