Tem gente que tem memória curta para os desmandos que faz. Enquanto o ex-deputado federal Emerson Kapaz, presidente do Instituto Combustível Legal (ICL) – o qual tem como seu maior filiado o mega empresário Rubens Ometto – dá entrevista em grandes meios de comunicação criticando a atuação a Agencia Nacional do Petróleo, se esquece de que tem telhado de vidro na Justiça.

O Ministério Público Federal move processo contra o antigo deputado por corrupção ativa, estando evidente que as tratativas sobre edição de emendas parlamentares ocorreram com a presença e consentimento de Kapaz, e com acertos atinentes ao repasse de recursos pagos a título de propina efetivados com seu assessor, sob sua orientação.


Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias