A batalha da CPI

Crédito: Pedro Ladeira

SALA-COFRE Renan e Randolfe vistoriam documentos da CPI trancados a sete chaves no Senado (Crédito: Pedro Ladeira)

É consenso no comando da CPI da Covid que o presidente não tem como escapar de ser responsabilizado no relatório final da comissão como um dos mentores da política chamada de genocida na Saúde. Documentos e depoimentos nesse sentido estão armazenados em uma das dependências indevassáveis do Senado sob guarda dos senadores Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues, relator e vice-presidente da comissão, respectivamente, além, obviamente, de Omar Aziz, o presidente do colegiado. Os três integram o G7, grupo dos senadores oposicionistas e independentes que tem a faca e o queijo na mão para denunciar as omissões e negligências do governo no combate à pandemia. Os bolsonaristas são minoria e é possível que as investigações adentrem 2022. A situação do governo só vai piorar.

Provas

Em um mês de trabalhos, a CPI já comprovou que Bolsonaro apostou na imunidade de rebanho, tese que defende
a contaminação; empenhou-se no tratamento precoce, com a prescrição da ineficaz cloroquina; e operou uma ardilosa campanha contra as vacinas. Se os imunizantes fossem comprados antes, milhares de vidas teriam sido salvas.

Governistas

Enquanto o G7 trabalha sob orientação técnica, os quatro governistas, como Eduardo Girão e Marcos Rogério, procuram defender o indefensável: fazem intervenções para tergiversar. O despreparo é tamanho que o governista Ciro Nogueira já foi acionado pelo próprio presidente, dando-lhe instruções ao celular no meio de um dos depoimentos.

O pai da vacina brasileira

Mateus Bonomi

Das 66,7 milhões de doses de vacinas contra Covid aplicadas até sexta-feira (28), 47,2 milhões, ou 71% do total, foram produzidas pelo Butantan, dirigido por Dimas Covas. Nos EUA, os imunizantes estão permitindo a volta ao normal. Em outubro, o instituto ofereceu 60 milhões de doses ao governo, mas Bolsonaro mandou Pazuello rasgar o contrato. Poderíamos ter começado a vacinar antes do resto do mundo.

Retrato falado

O senador Humberto Costa disse à ISTOÉ que, com base nos depoimentos e documentos obtidos até aqui pela CPI, tudo indica que Bolsonaro optou por promover a chamada imunidade de rebanho à custa de quase meio milhão de mortos. “O governo sabotou as medidas de isolamento social, não se empenhou em garantir a ampliação dos leitos de UTI e não se mostrou disposto a obter as vacinas.” Segundo ele, a comissão tem provas de que sua prioridade foi recomendar remédios sem eficácia.

O custo Guedes

Os recentes números do desempenho da economia são desanimadores, mas Guedes vê motivos para comemorar. Vamos aos fatos. O IBGE divulgou que no primeiro trimestre de 2021 chegamos a 14,8 milhões de desempregados, com uma taxa de 14,7%, a maior da série histórica iniciada em 2012. Quanto à inflação, o IGP-M, que regula o reajuste do aluguel, subiu 4,10% em maio, alcançando 37,04% em 12 meses — a maior desde o Plano Real. Já o IPCA, índice oficial da inflação, está em 6,76% (últimos 12 meses), bem acima do teto de 5,3%. Além disso, o PIB este ano deverá aumentar 3,5%, mas o crescimento ainda ficará negativo, considerando que no ano passado o tombo foi de 4,1%.

As quedas

Os governos caem em desgraça por causa da economia. Tem sido assim desde a redemocratização. Sarney quase não terminou o governo devido à hiperinflação de 80%. Collor caiu porque a economia desandou, levando FHC a criar o Real. Dilma sofreu impeachment após o PIB despencar 7% em 2015 e 2016.

Toma lá dá cá

Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD (Crédito:Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Para o senhor, o que a CPI da Covid revelou de mais grave até agora?
Fiquei impressionado com o depoimento do Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan. Ficou claro que poderíamos ter vacinas bem antes, ainda em dezembro, e muitas vidas poderiam ter sido salvas.

Qual deve ser a posição do PSD em relação a Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2022?
O partido é independente desde o início do governo e já se definiu por ter candidatura própria para presidente em 2022.

Há alguma possibilidade de o seu partido vir a se aproximar da candidatura do ex-presidente Lula?
Não tem sentido falar em apoiar candidatos de outros partidos. Repito: teremos candidatura própria. Falta agora escolher o candidato.

Economia verde

João Doria está indo na contramão de Bolsonaro. Enquanto o presidente está queimado na Europa por conta da destruição da Amazônia, o governador inaugurou virtualmente nesta quinta-feira, 7, em Munique, o escritório do governo paulista na Alemanha, quando detalhou aos alemães o seu projeto de “desmatamento zero”, o que muito agradou aos europeus.

Divulgação

Rumo ao exterior

Este é o terceiro escritório do governo paulista no exterior. O primeiro foi inaugurado em Xangai (agosto de 2019) e o segundo em Dubai (fevereiro de 2020). No Brasil, estão instaladas 1.600 empresas alemãs, a maioria em São Paulo. Elas produzem 10% do PIB brasileiro, mas têm reclamado do governo Bolsonaro em relação ao alto custo Brasil.

Um governo de valentões

Divulgação

Mais um assessor de Bolsonaro com status de ministro se envolve em enrascadas. O Ministério Público do Trabalho abriu investigação contra Mário Frias, secretário de Cultura, para apurar denúncias de assédio moral feitas por dois funcionários do órgão. Ele tem o hábito de trabalhar armado. Descontente, a advogada Andrea Paes Leme, a segunda da pasta, pediu demissão.

Rápidas

* Bolsonaro prepara bondades para 2022, quando disputará a reeleição, como o aumento do bolsa família, mas para este ano sobram maldades: o salário mínimo foi reajustado sem reposição da inflação e o pagamento do auxílio emergencial, de irrisórios R$ 250, segue lento.

* O ato político de Bolsonaro com os motociclistas pode despachar Pazuello para a reserva, mas o povo é que vai pagar a conta: a presidência gastou R$ 1,6 milhão com os seguranças do GSI na cobertura do evento.

* Pegou mal no STF a decisão de Dias Toffoli votar pela anulação da delação de Sergio Cabral, que o citou, sem provas, como suspeito de receber propinas. A anulação já estava decidida e o gesto acirrou críticas ao tribunal.

* O senador Alessandro Vieira estima que se o governo tivesse comprado as vacinas no ano passado o Brasil teria vacinado o dobro de pessoas e as mortes não teriam chegado a 400 mil. “Esse é o tamanho do desastre.”


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.