A semana

A diplomacia energética de Cristina

Cristina Kirchner está negociando com o presidente Lula a união dos sistemas energéticos da Argentina e do Brasil para resolver seu atual apagão. O plano é assinar um tratado no qual os dois países construirão uma nova hidrelétrica, Garabi (2,8 milhões de MW). A Argentina também aumentará em dez metros o nível da água da usina de Corpus, no rio Paraná, produzindo três milhões de MW a mais. Itaipu, por sua vez, produzirá 1,2 milhão de MW a menos. Corpus compensaria o Brasil e sobraria energia. Nos anos 70, os dois países quase foram à guerra por conta das cotas de Itaipu e Corpus. Agora, um terá que confiar no outro.