Esportes

94 anos de São Januário: estádio que surgiu da resistência e se tornou o maior patrimônio da torcida do Vasco

Inaugurado em 1927, São Januário completa mais um ano em uma fase nova de sua existência 

94 anos de São Januário: estádio que surgiu da resistência e se tornou o maior patrimônio da torcida do Vasco

O dia 21 de abril marca vida longa à São Januário. Símbolo histórico do Vasco e representatividade singular da torcida, a casa cruzmaltina completa 94 anos de uma forma diferente: longe de quem lhe ergueu – os vascaínos -, as tradicionais arquibancadas se mantém fortes para renascer no clube a força necessária em um ano de reformulações. Relembre abaixo a trajetória do estádio que já foi foi considerado o “maior do mundo” em seus primeiros anos de existência.

> Veja a classificação do Campeonato Carioca

DAS MÃOS DA TORCIDA

Se o maior patrimônio de um clube são seus torcedores, para os fanáticos vascaínos nada significa mais que São Januário. Isso porque, os arredores da Colina Histórica carregam marcas registradas daquele povo que lutou contra a elite para encontrar seu espaço – sinal de resistência que reproduz fielmente os sentimentos de uma torcida apaixonada pelo futebol, e pela posição do Vasco na sociedade.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



Foi assim que, em 1923, os ideias da diretoria cruzmaltina e sua torcida já começaram a vislumbrar a construção de um estádio próprio. Entretanto, para início de conversa, nada melhor que relembrar o contexto que o Vasco estava inserido em tal década do século XX.

Nos primeiros anos do futebol do clube, o Gigante da Colina usava como “casa” o campo do Andarahy, que depois veio a se transformar no estádio do America. Porém, a partir do surgimento da AMEA (Associação Metropolitana de Esportes Athleticos), no dia 1 de março de 1924, tudo mudou. Isso porque, a associação que reunia os chamados clubes da elite – America, Bangu, Botafogo, Flamengo e Fluminense -, previa não incluir o Vasco na nova Liga, por conta do time não ter um estádio próprio para jogo.

Logo, expondo para todo o Rio de Janeiro seu espírito de combate às ideologias aristocráticas, o cruzmaltino iniciou o movimento que mudaria sua história. Sem abaixar a cabeça, o Vasco arranjou forças de sua própria paixão para iniciar uma campanha memorável de arrecadação de verbas para o então objetivo que ainda estava no papel.

Dessa forma, a trajetória vascaína em busca das suas dependências privadas deu seu pontapé. Assim, o movimento tomou tamanha proporção que, somente os torcedores arrecadaram 685 contos e 895 mil réis para comprar o terreno em São Cristóvão, escolhido pelo Vasco por ser parecido com seu local de fundação – na zona portuária do Rio. Outra vantagem do lugar que hoje abriga a Rua General Almério de Moura, era o fato do custeio ser de 2.000 contos de réis (moeda da época) para a construção estádio.

São Januário

São Januário na década de 1930. Foto: Acervo: CPAD-CRVG

INAUGURAÇÃO

A construção que durou dez meses e terminou com o emblemático estádio erguido, teve sua inauguração oficial 94 atrás, no dia 21 de abril de 1927. O jogo marcado era Vasco x Santos, time paulista que, na época, já era considerado uma das potências nacionais.

Por mais que os mandantes tenham perdido por 5 a 3 – Evangelista, do Santos, teve a honra de ser o primeiro a balanças aquelas redes, enquanto Negrito fez o primeiro gol do Vasco-, pouco importava o resultado, e sim a representatividade única e singular de um estádio erguido exclusivamente pelo amor a camisa.

MARCAS HISTÓRICAS

Com um clube grandioso em suas dependências, São Januário vivenciou grandes histórias e viu craques desfilarem seus gramados. Entre eles, os três maiores artilheiros do estádio: Roberto Dinamite, com 184 gols, Romário, com 152 gols, e Ademir Marques de Menezes, com 94 gols.

Outro fator relevante é que, quando inaugurada, a Colina Histórica foi considerada o maior estádio do mundo até 1930. Entretanto, o reinado de três importantes anos chegou ao fim com a construção do Estádio Centenário, em Montevidéu – URU, que foi destinado para a primeira Copa do Mundo.

ARQUIBANCADA

Embora fosse um amistoso, no dia 31 de março de 1928, o Vasco venceu por 1 a 0 o Wanderers (URU) e, tal partida, concluiu um pedaço importante da história do estádio. Isso porque, naquele dia foi decretada a conclusão da curva das arquibancadas e a inauguração da iluminação do campo. Com isso, São Januário se tornou o primeiro estádio brasileiro a receber jogos noturnos.

Vasco x Botafogo - São Januário

arquibancada de São Januário. (Foto: Divulgação/ Vasco Twitter)

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS