Comportamento

O sexo mora ao lado

Lojas de grife camuflam sex shops para mulheres

As mulheres ganharam sex shops camufladas em lojas de lingerie convencionais. São lugares que reservam discretos espaços entre calcinhas, sutiãs e corpetes, onde elas podem comprar brinquedinhos eróticos. No Rio de Janeiro, a prática foi disseminada pelo Clube do Chocolate. Ao chegar à megaloja em São Conrado a cliente nem percebe o que há atrás de uma porta revestida de espelho. Ela entra então numa sex shop batizada de Clube das Meninas, onde homem é proibido.

Na Madame Blanchye, na Barra da Tijuca, o clima sensual começa no primeiro piso, onde as lingeries de luxo se misturam às fantasias sensuais. Na sex shop, no segundo piso, imperam o rosa e o vermelho. Sheila Lemos, avó aos 49 anos, já se sentiu mal ao ser atendida por homens na única sex shop que conheceu. “Sou meio careta para essas coisas, mas aqui é muito bom”, diz ela. Tanto na Madame Blanchye quanto na Pselda, em Ipanema, zona sul, o acesso aos homens é permitido, mas só com hora marcada. A Pselda é tão discreta que a parafernália erótica fica dentro de um armário, só aberto a pedidos.

Veja também

+ Confira 4 dicas para descobrir se o mel é falsificado

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar