A semana

Toma-lá-dá-cá

Toma-lá-dá-cá

PAULO SKAF, presidente da Fiesp
ISTOÉ – O sr. mantém sua candidatura ao governo de São Paulo?
Skaf – O PSB não abre mão de ter um candidato ao Palácio dos Bandeirantes. É essencial para o fortalecimento do partido no Estado.
ISTOÉ – Aceita ser vice na chapa do PT?
Skaf – Sigo fiel aos interesses do PSB e sou candidato a governador.
ISTOÉ – E se a cúpula do PSB decidir compor com o PT?
Skaf – Na política, como na vida, só a morte é definitiva. Sou obediente às determinações do PSB.