Comportamento

A onda África

Os animais, as savanas, as cores e a cultura do continente darão o tom da moda no próximo verão

A onda África

Onça e pavão: Raica com

comp_africa_01.jpgOs padronagens que imitam pele de zebra, girafa, onça e leopardo invadiram as passarelas nos últimos desfiles e caminham, com força total, para ser os hits do próximo verão. É a onda África. A cultura, as cores, os animais, as savanas e a impressionante variedade de referências visuais deste rico continente serviram de inspiração para grande parte das coleções mostradas no Fashion Rio e na São Paulo Fashion Week. Além dos desenhos e grafismos tribais, as estampas de animais apareceram com insistência nos desfiles.

Um dos estilistas mais empolgados com a influência é Tufi Duek, que investiu pesado neste caminho nas criações para sua grife Triton. Na temporada passada, Duek já tinha mostrado uma ou outra peça com manchas da girafa. Desta vez, mergulhou ainda mais fundo na selva de cores e apostou todas as fichas na bicharada. Seu desfile mostrou combinações inteiras reproduzindo pele de felinos. As estampas de oncinhas e leopardos, que apresentam uma sutil diferença no tamanho e no formato das pintas, apareceram também nos tops com capuz que a estilista Thais Losso criou para a marca Sommer.

Houve quem optasse por brincar com a estamparia para deixar os bichos selvagens mais divertidos e menos óbvios. A namorada do craque Ronaldo Fenômeno, a modelo Raica Oliveira, por exemplo, desfilou pela grife paulista TNG com boina e biquíni de estampa de bolinhas que remetiam às manchas do leopardo. “A intenção era criar um efeito quase holográfico com o contraponto de grafismos inspirados em animais africanos”, explica o estilista da marca, Henry Alavez. A criativa grife mineira Vide Bula, em suas criações levadas à passarela da São Paulo Fashion Week, preferiu tingir de cor-de-rosa as listras inspiradas na zebra.

+ “Filho é um inferno e atrapalha”, diz Fábio Porchat sobre não querer ser pai

comp_africa_02.jpgOs grandes bailes do Rio de Janeiro da década de 50 foram o ponto de partida da coleção de Reinaldo Lourenço, mas nem por isso ele deixou as feras de fora da sua valsa. A influência majoritária também foi a zebra, lembrada com freqüência em vestidos e botas. Um outro animal que brilhou na fauna da moda, e promete invadir os guarda-roupas no próximo verão, é o pavão. Dudu Bertholini e Rita Comparato, da Neon, apostaram no colorido das penas para decorar seus vestidos. “É um bicho lindo, que tem tudo a ver com o espírito da Neon”, justifica Bertholini.

A dupla convocou o artista plástico Fábio Gurjão para criar uma estampa inspirada nas penas do pavão. Uma ave que, a exemplo dos representantes do mundo fashion, não resiste ao impulso de exibir sua exuberância, mesmo quando ele é compulsivo.

+ Polícia aborda ambulância com sirene ligada e descobre 1,5 tonelada de maconha

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel
+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês
+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Educar é mais importante do que colecionar