6 resoluções de Ano Novo fáceis para melhorar a alimentação do seu filho

Crédito: Pixabay

(Crédito: Pixabay)

O início do ano é como uma grande segunda-feira, para muitos é o momento de se organizar para finalmente planejar as mudanças tão desejadas: começar a dieta, parar de fumar, praticar atividade física, economizar dinheiro, melhorar a alimentação dos filhos… Mas no passar dos dias essas promessas vão sendo corrompidas pela rotina, pelo cansaço, ou pela percepção que mudar exige esforço e atenção.

Algumas pesquisas mostram que apenas 10% das pessoas conseguem cumprir as promessas feitas no fim de ano. Isso acontece porque as pessoas fazem promessas, mas não sabem ou não conhecem o caminho para conseguir atingir seus objetivos.

REVELADO! Conheça o guia de alimentação ideal para seu filho!

Não sou especialista em finanças, nem em atividades físicas, e mesmo como nutricionista não trabalho com dietas, mas ajudo mães e pais a melhorarem a alimentação de seus filhos.

E como uma das minhas promessas de fim de ano é conseguir ajudar o maior número de pessoas possível, sugiro aqui algumas metas que podem ser adotadas com leveza no dia a dia e tem uma relevância significativa na melhora da alimentação de crianças e bebês.

  1. Vá para a cozinha com os pequenos pelo menos 1 vez por semana. Mesmo que seu pequeno seja um bebê, tenha cuidado, mas leve-o para a cozinha, para ver, cheirar, tocar e experimentar os alimentos. Para os mais velhos, vale se aventurar na preparação de uma receita. Pode ser simples e básica, o que vale é a experiência e o tempo que vocês estarão juntos.
  2. Leve a criança à feira, mercado ou hortifrúti com você. Estimule que ela escolha alguns itens para comerem ou experimentarem juntos. Colocá-la participando do processo ajuda e muito a aproximá-la do alimento.
  3. Varie nas preparações. Uma cenoura pode ser oferecida de diversas formas: crua, cozida, assada, refogada, suflê, purê, bolo, panqueca… assim fica mais difícil da criança enjoar, e mais fácil de descobrir suas preferências.
  4. Disponibilize, sempre, opções saudáveis para que a criança possa exercer seu poder e desejo de escolha.
  5. Tente fazer o máximo de refeições em família, e aproveitem esse momento para conversarem e se conhecerem melhor.
  6. Tenha claro quais são as regras e limites, mas tenha disponibilidade para negociar sempre. Com sensibilidade, quando necessário, negocie, faça acordos/combinados e mostre que podem existir exceções. Esse movimento traz segurança e equilíbrio para as crianças e bebês.

Conheça agora o guia de alimentação ideal para seu filho!


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica


Sobre o autor

Nutricionista, Formada pela USU - Rio de Janeiro em 2003, especializada em alimentação infantil. Trabalha com crianças desde 1999, quando, ainda na faculdade, dava aulas de capoeira. Em 2013 estreou como apresentadora no canal GNT dos programas Socorro! Meu Filho Come Mal, Cozinha Colorida da Kapim e, em 2018, o Socorro! Meus Pais Comem Mal. Autora de 2 livros, homônimos dos programas, um deles com mais de 60 receitas para a família toda colocar a mão na massa. Kapim é mãe de dois adolescentes muito legais e que comem superbem, Sofia (15) e Antonio (13). Nesses mais de 20 anos trabalhando com crianças, já ajudou a transformar e melhorar os hábitos alimentares de milhares de famílias, sempre buscando uma conexão saudável entre todas as partes envolvidas: pais, filhos e o alimento.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.