6 dicas para incentivar seu filho a beber água

Crédito: Pixabay

(Crédito: Pixabay)

Hoje eu queria mesmo era escrever sobre o calor do carnaval e as possíveis manobras para não deixar a criançada à mercê de comidas e bebidas ultraprocessadas e açucaradas da rua. Infelizmente não temos carnaval, não temos crianças na rua, mas sim temos o calor do verão, e nessa época mesmo em casa é necessário ficar atento ao consumo de água das crianças.

Os bebês que estão em aleitamento materno exclusivo não são uma preocupação, pois o próprio leite é capaz de fornecer toda a hidratação necessária para o organismo se manter saudável. 

Porém, entre as crianças maiores, são poucas as que têm o hábito de beber água com regularidade. Uma pesquisa publicada no European Journal of Nutrition, afirma que crianças entre 4 e 17 na maioria não atingem a recomendação diária de consumo.  

REVELADO! Conheça o guia de alimentação ideal para seu filho!

Só pra vocês terem uma ideia, a recomendação para crianças de até 3 anos é de 1,3 litro/dia, até 8 anos 1,7 litro, e para pré- adolescentes e adolescente pode variar entre 2 e 3 litros a depender do peso, altura, temperatura local, prática de atividade física, entre outros fatores.

Um outro estudo assustador mostra que 30% das crianças brasileiras tomam refrigerantes antes dos 2 anos de idade. Bebidas açucaradas como sucos e refrigerantes são os principais motivos para que as crianças bebam pouca água.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

O consumo adequado de água ajuda o organismo a enfrentar estresses metabólicos, diminui o risco de desenvolver doenças crônicas como diabetes tipo 2 e doenças do coração, também ajuda a combater a obesidade e sobrepeso infantil. Ela dá um descanso para o processo digestivo e para o aparelho renal, sem falar que é um componente estrutural para todas as células do nosso corpo. Como podem ver, motivos não faltam para estimular o consumo de água na criançada.

Se seu filho não tem o hábito de beber água com frequência e pensar em oferecer um único litro para ele parece uma missão impossível, aí vão algumas sugestões e estratégias que eu uso nos atendimentos e funciona muito bem:

1 – Converse com a criança sobre a importância da hidratação e mostre para ela a meta ideal de consumo.

2 – Crie metas intermediárias e aos poucos, a cada conquista a encoraje a aumentar um pouco a meta. Por exemplo: comece com 500 ml por dia, alguns dias depois aumente para 800 ml, e assim até que ela consiga atingir a quantidade ideal para sua idade.

3 – Tenha uma garrafinha especial para a criança, ela mesma pode escolher, e a mantenha sempre por perto, a meta será atingida de golinho em golinho. Não adianta nada esquecer de beber água o dia todo e a noite beber tudo de uma vez. Isso só vai servir para aumentar o risco de um colchão molhado na madrugada.

4 – Seja um bom exemplo, tenha você a sua garrafinha e sempre que beber lembre a criança de beber também.

5 – Não tenha pena de oferecer água para a criança. Hábitos são adquiridos pela prática. No começo ela pode achar chato, mas aos poucos vai se acostumando e depois pode até gostar.

6 – Quanto ela pedir suco ou refrigerante, ofereça água primeiro. Mesmo que depois ela insista na bebida açucarada, o volume ingerido tende a ser menor.

Durante os dias de mais calor é importante ficar atento aos sinais de desidratação. Quando a criança pede para beber algo, já está no estágio inicial de desidratação. Outros sinais são diminuição do volume de xixi, xixi escuro, saliva espessa, olho fundo – sem brilho – e boca seca. 

Conheça agora o guia de alimentação ideal para seu filho!

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica


Sobre o autor

Nutricionista, Formada pela USU - Rio de Janeiro em 2003, especializada em alimentação infantil. Trabalha com crianças desde 1999, quando, ainda na faculdade, dava aulas de capoeira. Em 2013 estreou como apresentadora no canal GNT dos programas Socorro! Meu Filho Come Mal, Cozinha Colorida da Kapim e, em 2018, o Socorro! Meus Pais Comem Mal. Autora de 2 livros, homônimos dos programas, um deles com mais de 60 receitas para a família toda colocar a mão na massa. Kapim é mãe de dois adolescentes muito legais e que comem superbem, Sofia (15) e Antonio (13). Nesses mais de 20 anos trabalhando com crianças, já ajudou a transformar e melhorar os hábitos alimentares de milhares de famílias, sempre buscando uma conexão saudável entre todas as partes envolvidas: pais, filhos e o alimento.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.