Edição nº2591 23/08 Ver edições anteriores

Ricardo Boechat

Com Ronaldo Herdy

RELIGIÃO
Cara à mostra

Vista por muitos como organização secreta – no filme O Código Da Vinci seus membros matavam em nome da fé -, a Opus Dei, fundada há 80 anos na Espanha, está saindo das sombras no Brasil. A instituição acaba de produzir um DVD sobre sua atuação no País. "Queremos mostrar quem somos, para que não nos confundam com o que não somos", explica o recém-contratado assessor de imprensa, Roberto Zanin. A bailarina Ana Botafogo participa do documentário com um comovido depoimento.

GRAMPOS
Ouvindo tudo

Passando a lupa nas planilhas fornecidas pelas operadoras, a CPI do Grampo descobriu coisas estranhas, na quinta-feira 2. Embora a média nacional de linhas interceptadas seja de 11 por ordem judicial, em duas capitais foram captados sinais de delírio. Nas varas criminais de Fortaleza e Belém, as médias saltaram, respectivamente, para 862 e 1.042. Nem o Grande Irmão, de Orwell, chegou a tanto.

ANISTIA
Sem cheque

Dois pedidos de indenização foram rejeitados pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. Envolviam 415 trabalhadores da antiga estatal Embraer e do Arsenal de Marinha do Rio, demitidos após greves em 1984 e 1985. A perseguição política alegada não foi reconhecida. Eles pleiteavam R$ 2,6 bilhões.

CRISE
O céu é aqui

A pedido de Pedro Simon, o Senado vai convocar o ministro da Fazenda para depor na Comissão de Economia, na terça-feira 7. Quer que ele explique os planos do governo para a crise mundial. Não se sabe quem é mais otimista: Guido Mantega, ao negar a necessidade de um plano, ou os senadores, ao supor que o Planalto tem um.

ARTISTAS
Na montanha

Serão mais amenos os próximos verões dos atores globais Claudia Raia e Edson Celulari. O casal comprou luxuosa casa de campo em Araras, um dos nacos mais valorizados da região serrana do Rio de Janeiro, no município de Petrópolis. A propriedade de 12 mil metros quadrados, com heliporto e outros luxos, custou R$ 1,6 milhão, pago à vista.

MERCADO
Ladeira abaixo

Há dias, o presidente Lula atribuiu a "bancos palpiteiros" parte da responsabilidade pela atual crise global. Não falou bobagem. Algumas das mais badaladas casas bancárias do mundo, de fato, recomendaram a clientes no Brasil a compra de ações cujo valor, em apenas um ano ou pouco mais, praticamente evaporou. Veja abaixo quatro dos muitos exemplos:

CARTÕES
Golpe do câmbio

Com a crise no mercado global, as operadoras de cartões de crédito estão manobrando o lançamento das despesas em dólar de seus clientes nas faturas mensais. O artifício lhes permite escolher datas que coincidam com as maiores cotações. A denúncia chegou à Secretaria do Direito Econômico, que abriu investigação para fl agrar espertezas.

DENGUE
Fim da picada

Estudos recém-realizados pela Fundação Oswaldo Cruz derrubaram um mito. Segundo os sanitaristas, é falsa a associação entre pobreza e dengue. Trabalhos de campo feitos em todo o País mostraram que, em 80% dos casos analisados, a pobreza não foi fator preponderante na contaminação dos doentes. O mosquito, democraticamente, tem feito vítimas em todas as camadas sociais.

ÍNDIOS
Tribo branca

Depois de 20 anos sem receber um único funcionário, a Funai vai dobrar de tamanho até 2010. Contratará 3.100 servidores. Na semana passada, ao ressuscitar o órgão, Lula mirou no PAC: a Funai precisa emitir laudos de obras que passarão por 51 terras indígenas. Sem o aval do cacique, o trator não anda.

ENERGIA
Dono da bola

Perplexidade nos dois leilões para compra de energia da Empresa de Pesquisa Energética. Gigantes como Light, Furnas e Cemig foram massacradas por um desconhecido: o empresário paulista Marco Grecco. Ele fi cou com quase todos os contratos, oferecendo preços para a energia futura que seus rivais consideraram, no mínimo, milagrosos. Com isso, Grecco habilitou-se a mais de R$ 30 bilhões em recebíveis do governo.

ANP
Parto difícil

O presidente Lula assinou na sexta-feira 3, as indicações para preenchimento das duas diretorias da ANP vagas há meses. O engenheiro maranhense Allan Kardec Duailibe Barros Filho, especialista em energia, assumirá a área de Fiscalização. E a geóloga Magda Chambriard será diretora de Exploração. Ela chegou a ser cortada da lista porque é funcionária da Petrobras. Mas pediu demissão.

ELEIÇÕES
Sexo forte

A Secretaria Nacional das Mulheres concluiu que candidatas de vários partidos disputarão o segundo turno para prefeituras de 15 cidades, com 17 milhões de eleitores. A se confi rmar o prognóstico, o time feminino terá mais que dobrado em relação a 2004, quando elas foram apenas sete.

DANTAS
Mais uma guerra

O banqueiro Daniel Dantas acumula inimigos com a mesma facilidade com que ganha dinheiro. O mais recente é o americano Robert Wilson, que desde 1997 era sócio de Dantas no CVC Opportunity. Ex-executivo do Citibank, Wilson consultou advogados, na semana passada, para acionar o antigo parceiro. As razões fi caram entre quatro paredes. Mas a briga pode ser reveladora.

EUA
Milico abusado

Em palestra na segunda-feira 29 no Ministério da Defesa, o contra-almirante Joseph Nimmich, comandante da Força Tarefa Conjunta Interagencial do Sul dos EUA, meteu os pés pelas mãos. Falando a ofi ciais brasileiros, ele defendeu, com todas as letras, "medidas de cooperação" que permitam às Forças Armadas americanas entrar em qualquer país, por terra, mar e ar, em ações contra o narcotráfi co e o terrorismo. Só não foi vaiado porque a turma do "deixa disso" entrou em campo.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.