Comportamento

50 anos de diversão

Maior parque temático do mundo, o Disney World, na Flórida, dá início aos 18 meses de comemorações do seu cinquentenário, com a inauguração de novas atrações e restaurantes, além de shows com muita tecnologia

Crédito: David Roark

BRILHO O famoso castelo da Cinderela: palco de sonhos ganhou ares futuristas e fachada renovada (Crédito: David Roark)

Quando viu que seu primeiro parque, a pequena “Disneylândia”, na Califórnia, teria dificuldade para atrair os turistas da distante costa leste dos Estados Unidos, o visionário Walt Disney não teve dúvidas: começou a procurar o local definitivo para construir o seu universo. Em 1959, a busca do criador de Mickey Mouse o levou a apostar em terrenos pouco valorizados em uma região ao lado da pacata cidade de Orlando, na Flórida. A ideia deu certo: em 1º de outubro de 1971, Disney inaugurava as primeiras atrações do complexo de entretenimento protagonizado por seus personagens e voltado para famílias que buscavam diversão. O famoso “Magic Kingdom” (Reino Mágico) incluía, além de atrações como carrosséis e rodas gigantes, um resort e um campo de golfe. Cinquenta anos depois, a Disney World abriga doze parques em seis resorts diferentes e ocupa mais de 100 quilômetros quadrados. O mundo idealizado por Disney emprega hoje 70 mil pessoas e atrai anualmente mais de 50 milhões de visitantes.

As comemorações, que estão só começando, vão durar 18 meses, mesmo período em que os parques ficaram fechados em decorrência da pandemia. Não faltarão novidades para os turistas de todo o mundo: foram inauguradas novas montanhas russas e um restaurante “galáctico” que segue a curvatura da Terra e simula um passeio no espaço. Os fãs de “Star Wars” também foram contemplados: a partir de março, poderão se hospedar em um novo hotel de luxo que simula o ambiente das naves da saga. Isso sem contar os tradicionais fogos de artifício e modernos equipamentos de realidade aumentada. Para marcar a data, a Disney lançou até um hino especial: “The Magic is Calling” (A magia está chamando).

1971- MEMÓRIA A inauguração: Walt Disney planejou levar seus personagens a uma região de fácil acesso para os turistas que frequentavam as praias da Flórida (Crédito:Divulgação)

Com a reabertura dos EUA para turistas estrangeiros em novembro, os brasileiros podem começar o planejamento para os próximos meses. A nutricionista paranaense Priscila Kintope, de 34 anos, já foi sete vezes à Disney e esteve lá na comemoração dos 25 anos do parque, em 1996, quando o castelo da Cinderela foi transformado em um enorme bolo de aniversário cor de rosa. “O lugar sempre me lembra os momentos mágicos dos filmes. Poder ver a minha infância se tornar realidade é irresistível. Não importa a idade, tudo ali é muito vivo e contagiante.” Ela gostaria de estar presente à comemoração dos 50 anos, mas em respeito aos dois familiares que perdeu para a Covid-19 recentemente ainda não sabe se será possível. “Quando eu era criança, os brinquedos eram divertidos e tudo era brilhante e lindo. Já adulta, aproveitei para prestar atenção nos detalhes e pude ver que ainda acreditava em toda aquela magia.”

Como diria a canção-tema do filme “Alladin”, as novidades são um “mundo ideal e é fantástico vê-lo daqui”. Entre as atrações favoritas do público está o “Epcot Center”, parque que passou pela maior reforma e se tornou unanimidade entre os visitantes. É conhecido por reproduzir, de forma simulada, diversos países do planeta, com réplicas de monumentos, culinária local e outras características culturais. A área destinada à França, por exemplo, ganhou uma atração baseada em “Ratatouille”, animação estrelada por um ratinho cozinheiro. Por meio de efeitos especiais, os visitantes poderão se sentir do tamanho do pequeno chef.

Inovações

Outra inovação ocorre na “Spaceship Earth”, complexo que ganhou o restaurante “Space 220” e um show que alterna trilha sonora de filmes clássicos com um balé de luzes e fogo. Quem visitar o parque pela primeira vez não pode perder os “clássicos”: além do “Magic Kingdom” e “Epcot Center”, há ainda o “Hollywood Studios”, com atrações do universo cinematográfico, e “Animal Kingdom”, com muitos animais. Independente da atração escolhida, o importante é deixar a magia acontecer – não importa a sua idade.

2021 – CONSAGRAÇÃO
O futuro chegou: com atrações ultrarrealistas, o conceito de “parque de diversões” ficou pequeno

Atrações e dicas

• O “Epcot” é o parque que passou por mais reformas. É ali que estão o restaurante espacial “Space 220” e um simulador baseado em “Ratatouille”

• Personagens com figurino renovado: roupa de gala para a festa.

• Celebração também ocorrerá nos parques “clássicos”: “Magic Kingdom”, “Hollywood Studios” e “Animal Kingdom”

• Os tradicionais shows de fogos, que acontecem assim que o sol se põe, ganharam ainda mais potência

• Espetáculo inédito do Cirque du Soleil: “Drawn to life”

• Festa durará 18 meses, mesmo período em que a Disney World ficou fechada