Saúde da mulher

5 dicas para perder peso que os profissionais odeiam

É hora de parar de seguir alguns conselhos que você sempre acreditou que te ajudariam a perder peso. Confira as dicas que os profissionais de saúde odeiam

Crédito: Pexels

Ao contrário do que todas as “regras da dieta” fazem você acreditar, perder peso não tem que ser complicado. E, verdade seja dita, não deve ser complicado.

Para ajudá-la a otimizar seus esforços, conversamos com especialistas em perda de peso sobre estratégias que desperdiçam seu tempo. Do minimamente eficaz ao absoluto erro, estas dicas comuns de emagrecimento têm que sumir da sua vida.

5 dicas para perder peso que profissionais odeiam

1. Exagerar no chá verde

Ok, pesquisas mostram que beber chá verde (sem açúcar ou adoçantes artificiais) poderia ajudá-la a perder peso. Contudo, o efeito é bastante “meh”, segundo o médico Craig Primack, um diplomata do American Board of Obesity Medicine. Em um estudo, as pessoas que bebiam de duas a quatro xícaras por dia aumentaram seu metabolismo em 50 calorias diárias. Isso é uma tonelada de cerveja para tão pouco benefício.

Enquanto isso, todos os suplementos de perda de peso com chá verde são apenas um desperdício de dinheiro. “Não acredite que qualquer empresa encontrou um novo superalimento natural que facilmente irá ajudá-la a perder peso”, diz Primack. “Eu posso confortavelmente dizer que em 2017 não há superalimentos mágicos.”

2. Cortar o glúten

Se você tem doença celíaca, sim, evitar glúten é uma obrigação. “Caso contrário, cortar a proteína não é apenas um desperdício de tempo, mas também pode atrapalhar seus esforços em perder peso”, diz Primack. Isso ocorre porque quando os fabricantes de alimentos tiram o glúten (geralmente a partir do trigo) dos alimentos, eles normalmente substituem pela farinha de arroz, o que aumenta seu teor de açúcar. Isso pode levar a um rápido pico e queda em seus níveis de açúcar no sangue, deixando-a esfomeada.

+ Briga de vizinhos termina com personal trainer morta a facadas no interior de SP

Leia mais

Como posso perder peso andando?
Ciência aponta qual o melhor treino para perder peso. Descubra!
Hormônios à solta: aprenda a controlá-los para perder peso

“Quando comparamos o peso corporal médio de pacientes com diagnóstico de doença celíaca que são forçados a consumir uma dieta livre de glúten, eles demonstram um peso corporal maior do que os que consomem glúten”, diz Ethan Lazarus, diretor do Clinical Nutrition Center, em Denver. De fato, um estudo da Universidade Harvard de 2017 com aproximadamente 200.000 adultos mostra que a redução ou eliminação do glúten está associada a um risco 13% maior de desenvolver diabetes.

3. Evitar lactose

Livre-se dos haters da lactose. “Com mais frequência do que nunca, estudos mostram que beber leite e comer alimentos lácteos, que são ricos em proteínas, resulta em perda de peso”, diz Primack. Por exemplo, em um estudo do American Journal of Clinical Nutritions com 8.000 mulheres de peso normal, aquelas que consumiram mais lactose ganharam menos peso ao longo de 11 anos quando comparadas àquelas que consumiram pouco ou nenhum lacticínio.

Bônus: Aquelas que comeram os laticínios com mais gordura colheram os maiores benefícios de perda de peso.

4. Cortar o consumo de gordura

De volta à década de 1970, a frase “gordura faz você engordar” parecia ser uma conclusão muito fácil. Mas também era errada, segundo Lazarus. Reduzir drasticamente sua ingestão de gordura pode realmente tornar mais difícil a perda de peso. Fato divertido: Obter menos de 15% de suas calorias diárias da gordura pode bagunçar seus níveis hormonais (incluindo a construtora de músculos testosterona) e aumentar seu apetite. Apesar de tudo, a gordura é impressionante em impulsionar a saciedade e acabar com os desejos.

Além disso, quando os fabricantes de alimentos subtraem a gordura dos produtos, como sorvete, batatas fritas e biscoitos, eles geralmente adicionam açúcar extra, calorias e sal para manter suas papilas gustativas felizes. Então pare de se preocupar tanto com sua ingestão de gordura.

5. Evitar comida depois de escurecer

“Comer à noite não causa ganho de peso, mas invadir a geladeira distraidamente, sim”, diz a nutricionista Julie Raeder Schumacher, professora associada de ciências do consumidor na Illinois State University. “As pessoas acreditam que comer à noite adiciona mais calorias à dieta e causa ganho de peso”, diz ela.

Além disso, uma vez que muitas mulheres optam pela privação de alimentos durante todo o dia, sua fome pode ficar tão feroz à noite que tudo à vista acaba em sua barriga. “Em vez de tomar uma abordagem de não se alimentar depois de escurecer para a perda de peso, concentre-se em comer conscientemente durante todo o dia”, diz Julie.

Veja também

+ Cunhado de Maradona morre de Covid-19 na Argentina

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Harley-Davidson HD350, chegando em 2021?

+ Xiaomi anuncia TV OLED com tela transparente por quase R$ 40 mil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?