A semana

Sotaque caipira pode virar patrimônio imaterial de Piracicaba

Sotaque caipira pode virar patrimônio imaterial de Piracicaba

O jeito de falar acaipirado, puxando bastante o "erre", pode se tornar patrimônio imaterial de Piracicaba, no interior de São Paulo. Um grupo de associações da "terra da pamonha" entrou com pedido no Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba (Codepac) para que o falar "caipiracicabano" seja registrado como patrimônio do município. A justificativa é de que o modo de falar caracteriza o morador de Piracicaba desde o século 18 e se tornou marca da identidade cultural da população.

O pedido foi protocolado no último dia 15, assinado por representantes de instituições como o Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba, Academia Piracicabana de Letras, Associação Piracicabana e Artistas Plásticos e Instituto Cecílio Elias Netto. De acordo com o presidente do Codepac, Mauro Rontani, uma comissão formada por quatro conselheiros, entre eles historiadores e museólogos, deve elaborar em 20 dias um relatório com pareceres sobre o pedido.

Veja também

+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial

+ Pudim japonês não tem leite condensado; aprenda a fazer

+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"

+ MG: Pastor é preso por crime sexual e alega que caiu em tentação

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+ Receita fácil de pão sírio de micro-ondas da Ana Maria Braga

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Mulher sobe de salto alto montanha de 4 mil metros

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago