A semana

Governo quer ‘privatizar’ raspadinhas

Governo quer ‘privatizar’ raspadinhas

O governo conta com a ajuda das raspadinhas para reforçar os cofres neste ano. Está prevista uma megalicitação para passar à iniciativa privada toda a operação de loterias instantâneas, as raspadinhas, atribuição que hoje é exclusiva da Caixa Econômica Federal. Segundo fontes do governo, a privatização das raspadinhas pode gerar receita entre R$ 2,2 bilhões e R$ 4 bilhões. A exploração anual dos jogos deve gerar aproximadamente R$ 1 bilhão para a União. Esse valor consta na previsão de receitas extraordinárias para este ano.

A Caixa vai criar uma empresa para desenvolver esse negócio. A modelagem ainda está em estudo pelos técnicos do Ministério da Fazenda: se por meio de uma oferta pública de ações (IPO) – o que não parece adequado neste momento – ou pela venda da concessão do direito de exploração. A empresa que comprar terá que pagar a outorga. O vencedor da licitação poderá decidir por novos pontos de venda, inclusive em máquinas de autoatendimento, e novos jogos.