Gente

Risco

Até o início da semana, a brasileira Camila Issa, ainda corria o risco de perder a mão, ou um dos dedos, em consequência dos disparos que a atingiram no ataque terrorista ao restaurante Le Petit Cambodge, em Paris

Risco

Até o início da semana, a brasileira Camila Issa, ainda corria o risco de perder a mão, ou um dos dedos, em consequência dos disparos que a atingiram no ataque terrorista ao restaurante Le Petit Cambodge, em Paris. Internada no hospital Pitié Salpêtirére, a psicóloga de 29 anos está emocionalmente estável.

GENTE-01-IE.jpg