O Brasil que constrói

O Brasil que constrói: logística e mobilidade urbana

O gargalo da infraestrutura no brasil cobra um preço alto: as empresas gastam 8,7% de suas receitas líquidas com transporte e estoque dos produtos

O Brasil que constrói: logística e mobilidade urbana

O gargalo da infraestrutura no brasil cobra um preço alto: as empresas gastam 8,7% de suas receitas líquidas com transporte e estoque dos produtos. Para o País, o custo logístico é de 11,5% ao ano, segundo a consultoria Ilos. saiba quais são as ações, soluções e investimentos de quatro companhias para superar esses entraves.

BRASIL-CAPA-5-DIN936.jpg

Conheça as empresas que, mesmo com a crise, continuam investindo e estão transformando o Brasil:

Nos trilhos do desenvolvimento
Com a expansão de ferrovias e a construção de um terminal no Complexo Intermodal de Rondonópolis, no Mato Grosso, a Rumo ALL liga os grandes produtores rurais ao Porto de Santos e a um imenso mercado externo.

Carro sem dono
A Fiat Chrysler estuda maneiras de mostrar que os automóveis não são inimigos do futuro sustentável das cidades.

+ Consulado chinês nos EUA é fechado e provoca nova crise
+ As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

A saída é pelo rio
Para driblar as dificuldades logísticas, a Amaggi investe em portos flutuantes, uma solução inovadora que vai garantir o escoamento da produção de grãos.

Nasce uma nova cidade
Como a construtora Norberto Odebrecht está encarando o desafio olímpico de transformar a mobilidade urbana do Rio de Janeiro, até o primeiro semestre de 2016.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?