Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

grecia3_afp_483x303.jpg

 

A Grécia não pagou no prazo uma parcela da dívida com o Fundo Monetário Internacional (FMI), no valor de 1,6 bilhão de euros. O prazo venceu às 19h de Brasília desta terça-feira (30).

Com isso, a Grécia se tornou o primeiro país desenvolvido a dar calote no Fundo em toda a história.

Mais cedo, a zona do euro havia rejeitado uma extensão do plano de ajuda financeira à Grécia.

"O último limite para estender o programa era este fim de semana. Pelos procedimentos parlamentares é impossível estendê-lo além de hoje", escreveu o ministro Peter Kazimir, ministro eslovaco da Economia, em sua conta no Twitter.

Seu homólogo finlandês, Alex Stubb, afirmou que a extensão "não é possível" e garantiu que uma demanda de um novo programa de resgate dentro do Mecanismo Europeu de Estabilidade "será examinada segundo os procedimentos habituais".

Uma fonte do governo grego assegurou de Atenas que as negociações serão retomadas na quarta-feira.

"O Eurogrupo acaba de terminar. Continuaremos amanhã de manhã para permitir aos ministros da Economia examinar as propostas do governo grego", explicou a fonte.

O primeiro-ministro Alexis Tsipras havia solicitado um novo programa de dois anos a seus sócios, a poucas horas de o país entrar em moratória.

 

SAIBA MAIS
Entenda a crise na Grécia