A semana

Rival chama Cielo de trapaceiro

O ex-nadador francês Amaury Leveaux lançou na semana passada a biografia “Sexo, Drogas e Natação”, que tem a pretensão de revelar o lado sombrio dos atletas. O livro se refere a César Cielo como um trapaceiro e diz que o brasileiro só é um fenômeno por ser adepto da furosemida, diurético proibido nas competições. Em 2011, Cielo foi flagrado com a substância, mas acabou absolvido sob o argumento de que ingerira um suplemento contaminado. A obra de Leveaux é um poço de ressentimentos. Ele foi prata nos 50 metros livres, nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008. Perdeu o ouro para Cielo. A imprensa francesa não está levando o livro e as denúncias a sério.