Saúde da mulher

4 benefícios em evitar o consumo de carne

Crédito: Unsplash

O consumo adequado de alguns tipos de carne pode ser benéfico à saúde, mas evitar esse alimento também traz muitas vantagens. Para te ajudar a identificar os motivos a serem considerados para reduzir ou excluir essa fonte de proteína da sua dieta, separamos quatro benefícios de uma alimentação livre de carne, com informações do “Healthline”; veja:

+ Cúrcuma é uma poderosa aliada à recuperação pós-treino; conheça seus benefícios


+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol 

Afasta doenças

Dietas vegetarianas ou veganas estão associadas à redução de risco de câncer, maior resistência à insulina e menor risco de diabetes tipo 2. 

O excesso no consumo de carnes vermelhas e processadas, como bacon, salsichas e defumadas, foi associado ao aumento do risco de desenvolvimento do câncer colorretal e do câncer de mama.

Essa também é uma boa opção para o coração, visto que pesquisas associam a ingestão de gordura saturada, encontrada principalmente em carnes e produtos de origem animal, ao risco aumentado de doenças cardíacas. Para conquistar esse benefício, vale substituir a gordura saturada por insaturada — não apenas diminuindo a ingestão geral de gordura saturada —, como nozes e sementes, abacate e azeite.

Não é preciso excluir a carne da sua alimentação, caso não queira, mas vale escolher cortes mais magros, optando por peixes e evitando carnes processadas — ricas em sódio, o que pode contribuir para o desenvolvimento de pressão alta.

Auxilia no emagrecimento

Para quem quer emagrecer, evitar o consumo de carne também é uma boa alternativa — desde que tenha acompanhamento médico e nutricional. 

Uma análise de 12 estudos constatou que pessoas que seguiram dietas vegetarianas por cerca de 18 semanas perderam significativamente mais peso em comparação as que seguiram comendo carne.

Os possíveis benefícios para a saúde de limitar a carne e comer mais vegetais está relacionado a maior ingestão de compostos saudáveis, como antioxidantes, fibra e micronutrientes.

Ter acompanhamento nutricional é essencial para pessoas que seguem uma alimentação vegetariana, vegana ou à base de vegetais, pois podem carecer de nutrientes encontrados predominantemente em alimentos de origem animal. Portanto, é preciso substituir certos compostos da carne por outras alternativas saudáveis ricas em vitamina B12, zinco, cálcio, ferro, ácidos graxos ômega-3, entre outros nutrientes.

Ajuda o intestino

A saúde intestinal também se beneficia, afinal, dietas que excluem a carne tendem a incluir frutas, vegetais, grãos e legumes, opções ricas em fibras. A fibra alimenta as bactérias boas do intestino, que produzem compostos com funções anti-inflamatórias e de suporte imunológico, que desempenha papel na prevenção do crescimento de certas células cancerígenas e desenvolvimento do diabetes tipo 2.

Favorece o meio ambiente

Além da saúde, o meio ambiente também se beneficia. Segundo estudos sobre a sustentabilidade de diferentes dietas, incluindo vegetariana, pescetariana e vegana, essas opções podem reduzir as emissões de gases de efeito estufa em até 80%, em comparação com as dietas padrão, que incluem o consumo de carne.

Dicas para reduzir o consumo de carnes

Não é preciso excluir drasticamente a carne de sua dieta. Todos os benefícios citados podem ser adquiridos também pela redução do consumo. Reduza gradativamente. Veja a seguir algumas dicas para isso:

• Comece trocando a carne vermelha por aves ou peixes;

• Experimente fontes de proteína à base de plantas;

• Inclua no prato mais vegetais do que carne;

• Faça receitas diferentes com proteínas vegetais;

• Estabeleça dias para comer carne.