Economia & Negócios

Negócio global

Telecom Italia leva 30% do Globo.com

Avessa à participação do capital estrangeiro nas empresas de comunicação brasileiras, as Organizações Globo venderam 30% das ações do seu portal na Internet, o Globo.com, à Telecom Italia por US$ 810 milhões. O negócio foi anunciado na quinta-feira, 1º de junho, como a maior transação envolvendo uma empresa de Internet na América Latina. O aporte de capital dos italianos dará impulso à Globo para investir no futuro da rede mundial de computadores, que passa pelas tecnologias da Internet sem fio e de banda larga. A associação com um gigante das telecomunicações como a Telecom Italia era uma necessidade estratégica para a Globo. Maior grupo de comunicação da América Latina, ela entrou na briga da Internet com pelo menos dois anos de atraso em relação a grandes concorrentes brasileiros e agora terá mesmo de investir muito para recuperar terreno. “A Globo tem todas as mídias necessárias para formar um conteúdo inigualável na rede. Ela vai entrar para liderar o mercado”, afirma Alberto Serrentino, analista de Internet da consultoria Gouvea de Souza & MD. O capital estrangeiro hoje é vetado em tevê, rádio e mídia impressa, mas não em Internet. E a Globo vem sendo apontada por parlamentares como o maior entrave para a votação de um projeto de emenda constitucional de 1997, que prevê a abertura de até 30% do capital das empresas nacionais de comunicação aos investidores de fora. A empresa teme que a eventual união de seus concorrentes a grupos estrangeiros possa abalar sua confortável posição de mercado.