A semana

José Genoino volta à Papuda

Por determinação do presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, voltou ao presídio da Papuda na quinta-feira 1º o ex-deputado e ex-presidente do PT José Genoino, condenado no processo do mensalão a quatro anos e oito meses de prisão no regime semiaberto. Genoíno cumpria pena provisória de prisão domiciliar devido a problemas cardíacos. O último exame médico ao qual se submeteu apontou, no entanto, que seu quadro de saúde não guarda nenhuma excepcionalidade em relação a outros tantos presidiários do Brasil – essa conclusão, na verdade, deveria levar a uma prática inversa no Estado de Direito: presos cardiopatas como Genoino também deveriam estar em prisão domiciliar como ele estava, e não Genoino voltar para trás das grades porque os outros doentes condenados no Brasil estão na cadeia – e se passarem mal à noite, não há médico que os socorra.