Comportamento

Só não pode comer

Legumes, frutas e verduras ganham espaço nas festas, com arranjos bonitos e mais baratos do que os florais

Só não pode comer

SUNTUOSO Criação do florista Vic Meirelles para um casamento ganhou uvas, limão siciliano e berinjela ()

i68816.jpg

Você arriscaria trocar vistosas rosas colombianas da decoração de sua tão planejada festa por arranjos de berinjelas, maçãs e limões? Há quem não tenha medo de ousar. Graças a essas pessoas, legumes, verduras e frutas têm ganhado destaque como enfeites de eventos como casamentos e batizados, especialmente os que acontecem no período da manhã. Elaborados pelas mãos de profissionais competentes, os arranjos conferem efeitos charmosos e inusitados. E melhor: saem mais em conta do que a decoração com flores.

O uso de alimentos nos arranjos de festas existe há séculos. Está retratado, por exemplo, nas naturezas-mortas de pintores como o francês Paul Cézanne (1839-1906). Nos anos 80, o florista inglês Kenneth Turner transformava alcachofras e vagens em enfeites de encher os olhos. Nos dias de hoje, com uma crise financeira à vista, economizar sem prejudicar a beleza da festa dos sonhos é uma idéia atraente.

"Quando o orçamento é pequeno, a substituição de uma parte das flores por verduras, frutas e legumes é uma saída inteligente. Os custos compensam e, bem-feito, fica lindo", diz o badalado Vic Meirelles, conhecido por decorar os festejos da elite paulistana.

Com uma caixa que leva cerca de 50 maçãs importadas, a um preço médio de R$ 35, o florista cria até dez centros de mesa. O pacote com duas dúzias de rosas sai por R$ 38 – nem sempre o suficiente para duas mesas. Mas alguns clientes não gostam da tendência. "Eles acham desperdício. Não dá para aproveitar os alimentos, que levam spray ou verniz", afirma Meirelles. A decoração alternativa também só funciona se o profissional for criativo e compuser o trabalho com peças bonitas. "Porcelanas e cristais dão um efeito especial. Não pode ser qualquer objeto, nem misturar vários elementos para não ter cara de fruteira", afirma Suzana Galvão, da floricultura Bothanica Paulista.

É justamente o exagero que pode colocar tudo a perder, afirma a consultora Vera Simão, responsável pela organização de casamentos sofisticados. "Pode tudo, desde que haja harmonia e bom gosto."

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cantora Patricia Marx se assume lésbica aos 46 anos de idade
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior