Brasil

Saddam vai para a forca. Vai mesmo?

Ex-ditador é condenado pelo massacre de 148 civis xiitas em 1982

“O tribunal decide sentenciar Saddam Hussein al-Majid al-Tikrit a morrer na forca por crimes contra a humanidade.” Ao ouvir a sentença, lida pelo juiz curdo Raulf Abdel-Rahman no sábado 4, o ex-ditador iraquiano, segurando um exemplar do Alcorão e visivelmente nervoso, começou a berrar: “Alahu akbar!” (Deus é grande), “Longa vida ao Iraque!” Ele e outros três acusados foram condenados pelo massacre de 148 civis xiitas na localidade de Duhail, em 1982, numa represália a um atentado contra o então presidente iraquiano. A sentença foi pronunciada 11 meses depois do início de um processo polêmico, no qual morreram assassinadas nada menos que 11 pessoas, entre elas três advogados de defesa. A corte recusou um pedido de Saddam para que ele pudesse ser executado por um pelotão de fuzilamento – um tipo de morte considerado mais “digno” por códigos de honra militares, pois a forca é destinada a criminosos comuns.

Os advogados do ex-ditador acusaram o tribunal de pronunciar um veredicto político, ditado pelos Estados Unidos, que ocupam o Iraque desde 2003. A sentença ainda deverá ser confirmada por um tribunal superior, o que pode levar meses. Se o veredicto for rejeitado, Saddam, 69 anos, deverá ser julgado por várias outras acusações, como a limpeza étnica contra os curdos nos anos 80, com utilização de gás venenoso, a invasão do Kuait, seguida de repressão contra os xiitas em 1991 e os diversos assassinatos de opositores.

Dois dias depois, ao comparecer ao mesmo tribunal para um outro julgamento – o do massacre de dezenas de milhares de curdos –, Saddam mostrou-se surpreendentemente conciliador, conclamando “todos os iraquianos, árabes ou curdos” a se reconciliarem. A ironia é que, ao tentar salvar a própria pele, o ex-ditador vai ao encontro dos interesses de seus antigos aliados americanos. Pois se Saddam está com medo de morrer, a última coisa que os americanos precisam agora é de um mártir desse quilate no Iraque.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel