Medicina & Bem-estar

Viva Bem

Viva Bem

Dança terapêutica
Fazer aula de dança ajuda mulheres que passaram por cirurgia para retirada de mama atingida por tumor. Além de melhorar a auto-estima, a dança, por causa de seus movimentos, favorece a recuperação da flexibilidade dos braços, e, com isso, reduz os inchaços e as dores no local, muito comum depois da operação.

 

Progresso contra insônia
Uma droga lançada na Europa e prestes a ser aprovada pela FDA (órgão americano que controla drogas e alimentos) promete induzir o sono com menor risco de dependência e sem provocar aquela sensação de moleza no dia seguinte. A vantagem do Sonata, nome comercial do remédio, é sua curta ação (até quatro horas). "Os insones que acordam no meio da noite podem tomar um comprimido e vão acordar bem dispostos", diz o neurologista Rubens Reimão. Nas drogas antigas, o efeito sedativo se estende por oito horas.

 

Memória e exercício
Pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, confirmaram que caminhar com regularidade mantém a agilidade mental de adultos entre 60 e 75 anos. A ginástica ajuda a irrigar as regiões frontal e pré-frontal do cérebro, combatendo o seu envelhecimento e uma de suas consequências mais nefastas: as falhas de memória.

 

Coração sem avarias
Uma pesquisa feita por cientistas americanos e australianos revelou que a injeção de um gene que estimula o crescimento (IGF-1) é capaz de fortalecer o músculo do coração. A descoberta abre uma nova possibilidade de tratamento de doenças cardíacas. Afinal, a técnica pode ser usada para reparar danos no músculo cardíaco causados pelo próprio envelhecimento ou por doenças como insuficiência cardíaca (dificuldade de contração do músculo). No extremo, o método poderá até mesmo substituir a necessidade de um transplante.

 

Foco na AIDS
Duas notícias sobre a doença. Estudos mostram que a transmissão do HIV da mãe para o filho durante o parto caiu 66% nos últimos anos nos EUA. Isso se deve ao uso do remédio AZT no pré-natal. Já os homens soropositivos que tomam Viagra precisam de cautela. Algumas drogas do coquetel anti-Aids potencializam o efeito da pílula contra impotência. A performance melhora, mas o risco de um problema cardíaco também.

 

Chocolate pode
Nem só de calorias e de gordura é feito o chocolate. Um estudo holandês mostrou que o alimento pode proteger o organismo contra doenças do coração e o câncer. A explicação está nas catequinas, substâncias presentes no cacau e que combatem a ação dos radicais livres. Essas moléculas provocam a degeneração do DNA das células, que pode levar ao câncer, e ainda lesam a parede dos vasos sanguíneos, facilitando a deposição de gordura, e por isso mesmo a ocorrência de infarto. O consumo moderado, portanto, está liberado.