Economia & Negócios

Sem medo do guarda

Evite que seu carro se torne uma ameaça ao bolso

Colocar os documentos do carro em dia é uma das resoluções compulsórias do início do ano. O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), o licenciamento, o seguro obrigatório e o acerto das possíveis multas inauguram a prática que vai persegui-lo ao longo do ano: pagar impostos e taxas enquanto as ruas continuam esburacadas ou inundadas nos dias de enchente. Ah, e ainda tem a renovação do seguro privado contra roubo, quase que obrigatório para quem vive nos grandes centros do País. A saída é deixar o mau humor de lado, abrir a carteira e resolver logo essas questões. Para quem está capitalizado, a melhor opção é pagar a cota única do IPVA ainda este mês e obter o desconto de 3,5%. Atenção: em fevereiro não haverá desconto nem dá para parcelar. Uma das novidades deste ano é que o pagamento do seguro obrigatório tem a mesma data de vencimento do IPVA. E aviso aos navegantes: não deixe para pagar o seguro obrigatório na hora do licenciamento. Ele deve ser pago junto com o IPVA caso contrário o seu carro fica numa situação irregular. Aproveite o momento para colocar suas multas em dia. “Se você não pagou as multas em 1999, haverá um acréscimo de 9% no valor, que é a variação da Ufir”, diz Carlos Eduardo Sanches Passos, da SanPass Despachante. Outra medida importante é a renovação do seguro do seu carro. Quer obter algum desconto? Seja fiel. “As companhias de seguro estão dando descontos de 3% a 10% para quem continuar na mesma empresa”, diz o corretor Ricardo Faria, da Uniget’s Administradora e Corretora de Seguros.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

DICAS
1) Para obter informações sobre as multas do seu carro no Estado de São Paulo disque 900-0160. Para as multas municipais de São Paulo entre no site cetsp.com.br. Nos outros Estados, utilize o site oficial dos governos estadual e municipal. Na maioria deles, há um link com informações sobre as multas do seu carro.

2) Ao pagar a multa no momento em que receber a notificação, terá um desconto que pode variar de 5% a 20%, dependendo do Estado.

3) Se você receber um IPVA de um carro que tenha sido roubado ou já tenha sido vendido, vá até o Detran (ou contrate um despachante, pois você não precisa ir pessoalmente) e peça um histórico do veículo em que vai constar o que ocorreu com ele. Envie uma cópia desse documento à Secretaria Estadual de Fazenda para que seja feito o bloqueio do carro.

4) Antes de utilizar os serviços de um despachante, tenha a certeza de que ele está credenciado junto à Delegacia do Consumidor (Decon), que fiscaliza o trabalho dos despachantes.

Veja também

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea