A semana

Ray-ban muda de mãos


A companhia americana Bausch & Lomb, criadora dos famosos óculos Ray-ban, vendeu toda a sua divisão de óculos (13 produtos) para a sua maior concorrente mundial, a empresa italaina Luxotica. Valor do negócio: US 640 milhões. O objetivo da Bausch & Lomb, uma das maiores e mais tradicionais companhias do ramo criada há mais de um século nos EUA (está no Brasil há 62 anos), é dedicar-se somente aos produtos farmacêuticos e cirúrgicos. "Emocionalmente foi difícil negociar a Ray-ban", diz Jorge Temer, presidente da Bausch & Lomb. O faturamento da empresa foi de US$ 2,3 bilhões em 1998 (no Brasil foram vendidos cerca de 400 mil óculos Ray-ban no ano passado).

Veja também
+ Mãe de Eliza Samudio diz que Bruno não paga pensão e que filho do goleiro se sente culpado pelo crime
+ Atriz pornô é encontrada morta nos EUA
+ Influenciadora mexicana é assassinada em encontro falso
+ Baleia 'engole' pescador nos EUA e depois o cospe vivo
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Faustão é internado em hospital de SP
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS