Cultura

Santo de casa

Band muda Tiazinha e aumenta o Ibope sem Marta Suplicy

Tiazinha caiu na real. Na próxima semana a cidade imaginária de Trônix, cenário da saga futurista As aventuras de Tiazinha, da Rede Bandeirantes, vai voar pelos ares. E Suzana Alves vai retornar às origens. A ação será deslocada para o presente através do gasto recurso da providencial máquina do tempo, e ela vai aparecer num maiô de couro bem insinuante, revelando as formas antes escondidas por seu antigo e pudico figurino. A linguagem de quadrinhos também vai para o espaço e os vilões, em vez de seres mutantes, serão bem mais realistas, como traficantes de crianças e animais silvestres. A guinada foi acionada depois que o programa, um dos mais aguardados do ano, atingiu a média de três pontos no Ibope, quando a emissora apostava em pelo menos dois a mais. Na tentativa de alcançar esses índices, Tiazinha vai voltar a rebolar como nos velhos tempos e aparecer mais bem humorada, sem aquela expressão sisuda que não combina com seu layout.

Se a dominatrix-teen vai sobrevivendo, ainda que repaginada, a sexóloga Marta Suplicy, virtual candidata à Prefeitura de São Paulo, não escapou das mudanças urgentes da Band. Seu Jogo aberto com Marta Suplicy ficou menos de três meses no ar e, no sábado 23, já fora do horário normal despediu-se com a irônica discussão do tema As mulheres que fazem sucesso. Marta raramente ultrapassava um ponto no Ibope e no mesmo sábado 23 foi substituída por duas antigas atrações, as séries A guerra dos pintos e Santo de casa. A audiência subiu para três pontos. A mais festejada de todas as estréias recentes, Mais você da platinada Ana Maria Braga, na Rede Globo, começou sob euforia com 24 pontos de média, mas hoje oscila entre 19 e 18 pontos. Uma marca ainda bem aceitável e que a mantém nos trilhos. O que fracassou na estratégia da Rede Globo foi colocar no ar duas edições do Globo esport em São Paulo. A primeira, exibida às 11h45, ainda não conseguiu erguer a audiência, que vem baixa do infantil Angel Mix, resvalando em preocupantes médias de oito pontos. Por enquanto, é o SPTV que vem consertando o estrago. Tanto que para se tornar ainda mais atraente, ampliou o espaço para o quadro dedicado a ofertas de emprego. Diante da crise do País, a audiência é certa.