PAULO-LIMA-ABRE.jpg
Agora mais conhecida como a namorada do ex-jogador Ronaldo,
a DJ e atleta de -altinha- Paula Morais, com o perdão
pelo trocadilho irresistível, bate um bolão

Se não fosse uma ex-namorada que deixou sua câmera aos cuidados dele, talvez Daniel Camargo Kfouri tivesse seguido seus primeiros passos nas áreas de publicidade e design gráfico, desenhando revistas e livros em São Paulo, cidade onde nasceu em 1975. Ocorre que em 2001, numa viagem de um mês pela Europa com a tal câmera emprestada pela ex, a paixão pela proprietária se transferiu para o artefato e para as imagens que a dupla, agora Daniel e câmera, era capaz de produzir. De lá para cá, uma carreira de mais de dez anos vem sendo construída com carinho e muito talento.

E, claro, com a dose de sorte que costuma acompanhar os atributos retro mencionados. Trabalhos para a “Folha de S.Paulo”, a “Associated Press” e o “New York Times”, além de várias e boas exposições de seu projeto mais autoral, vêm solidificando sua história na fotografia.
Paixão, aliás, é assunto recorrente na vida e na carreira de Daniel. Uma das primeiras de que se tem notícia, pelo alvinegro do Parque São Jorge, é herança legítima de seu pai, o jornalista Juca Kfouri. Em 2007, essa paixão pelo Corinthians, que havia sido rebaixado para a segunda divisão naquele ano, o levou a procurar a Nike, para checar se a empresa cancelaria o patrocínio ao clube do seu coração. Saiu da conversa com a resposta de que a marca não só manteria o apoio como também tinha interesse em apoiar o projeto apresentado pelo próprio Daniel: fotografar todos os momentos do time em sua fase de rebaixamento.

O fruto desse trabalho, o ensaio “Não Para”, é uma obra que merece ser vista. Ela está disponível no site do autor.
A foto ao lado, de certa forma, também resulta de uma paixão. A jogadora de “altinha” (jogo cada vez mais popular nas praias cariocas, em que os jogadores posicionados em roda têm de dominar a bola e passar para o outro sem deixar cair) que aparece mostrando sua técnica e seu talento é ninguém menos que a DJ Paula Morais, a namorada do ex-jogador do mesmo Corinthians de seu coração, Ronaldo Nazário. Paixão para lá e para cá, Daniel conheceu Paula, que com algumas amigas organizou uma roda de altinha à beira-mar. Esse encontro virou outro ensaio marcante, que leva o inspirado nome “Mulheres de areia”.

Como se vê pela foto e pela história de Daniel, Paula, Juca e Ronaldo, e parafraseando o saudoso Roberto Freire torcendo sua máxima, “sem paixão não há solução”.

A coluna de Paulo Lima, fundador da editora Trip, é publicada quinzenalmente
Foto: DANIEL KFOURI