Economia & Negócios

Capital Aberto

Capital Aberto

O que o acadêmico e o corrupto têm em comum?
O mundo dá tantas voltas que algumas parcerias acadêmicas surpreendem. Na edição de janeiro e fevereiro da revista Challenge, o professor da Universidade de Harvard Roberto Mangabeira Unger volta a atirar pedras no capitalismo neoliberal, analisando os fatos recentes que levaram à lona economias emergentes, como a brasileira e a russa. Não seria nada discrepante no currículo de Mangabeira Unger, ex-guru do ex-candidato à Presidência Ciro Gomes, não fosse a ficha corrida de seu parceiro no artigo: o ex-presidente do México Carlos Salinas de Gortari. Refugiado na Irlanda desde que vieram à tona os escândalos de assassinato, formação de quadrilha, corrupção, entre outros delitos, envolvendo a sua família, Carlos Salinas foi um dos maiores defensores do neoliberalismo enquanto liderou o México entre 1988 e 1994, fazendo escola nos demais países da América Latina, inclusive o Brasil. Ele aprofundou as reformas econômicas, acelerou a privatização de estatais e assinou o tratado de livre comércio com o Nafta. Assim como Mangabeira Unger, Salinas tem formação em Harvard.

André Vieira

Exportações surreais
Uma entre as várias empresas exportadoras satisfeitas com a desvalorização do real é a Garoto. Ela pretende aumentar em 20% suas vendas externas, que somaram no ano passado US$ 24,5 milhões. Em breve a empresa lança o Surreals, seu primeiro bombom desenvolvido exclusivamente para o mercado americano e à base de musse de chocolate e avelãs. Sua meta é fazer com que os Estados Unidos respondam por 25% das exportações, contra os 15% de 1998. Um lote com 20 toneladas do produto já está a caminho.

 

Medo da espionagem
Com a concorrência das empresas-espelho, o vazamento de projetos confidenciais já é uma das preocupações das companhias de telecomunicações no Brasil. Algumas empresas, como a Integris, começam a sentir as mudanças na hora de negociar novos contratos. Para evitar a espionagem dos prestadores de serviços, as teles incluem multas de até 30% do valor dos projetos para quem fornecer dados ao inimigo.

  B Ô N U S

 

MALHAÇÃO A Caloi vai dar um gás no segmento "fitness". A indústria de bicicletas assinou parceria com a fabricante Athletic para produzir uma nova linha: a ergométrica CaloiCicle e a esteira mecânica Caloi Cl 2000.

 

SUSPENSE A Embraer vive seus piores dias de tensão até março, quando a OMC decide sobre a acusação de dumping feita pela Bombardier. Como prévia, os canadenses acabam de ganhar concorrência de US$ 1,3 bilhão.