Comportamento

Na era do clique

Biblioteca com 15 mil páginas de conteúdo, aulas online e possibilidade de escolas e alunos dividirem experiências estão no primeiro portal de educação do País

Não é de hoje que lousa, giz, caderno, lápis e livros deixaram de ser as únicas ferramentas de aprendizado. Desde que a Internet surgiu, há 30 anos, vem se tornando uma das mais importantes fontes de pesquisas para alunos e professores. No entanto, com tantas informações espalhadas pela rede, o maior problema do navegante ainda é como encontrar com rapidez aquilo que procura. Mas agora, fazer pesquisa, tirar dúvidas e acompanhar as novidades do ensino vai ser tarefa bem mais simples. A partir desta semana, pais, estudantes e educadores podem acessar gratuitamente as páginas do primeiro portal da educação do País, o Klick Educação, que reúne em um único endereço, o www.klick.com.br, conteúdo para ensino médio e fundamental na Internet. E ainda agrega mais informações e serviços para dar uma força e tanto na vida escolar.

“Através de nossas experiências editoriais, percebemos que havia uma demanda muito grande na área educacional”, conta Patrícia Rousseaux, diretora da Klick Editora. Ela e sua sócia, Maria Eugênia Lafer Galvão, notaram que existia um nicho no setor, porque várias de suas publicações feitas em parceria com empresas de comunicação tiveram grande repercussão. O fascículo Help!, uma coleção de livros paradidáticos com matérias do currículo escolar desenvolvido pela editora e veiculado nos maiores jornais no País, chegou a vender 70 milhões em apenas dois anos.

A partir desse sucesso, pensar em um portal de educação foi um passo. Para realizar o projeto, a Klick se associou ao grupo Janus, empresa dos controladores do grupo Natura. A missão é facilitar a vida de quem navega na Internet. Por isso, o portal é dividido em quatro grandes áreas. A primeira delas é a Biblioteca Viva, que contém 15 mil páginas e 30 mil ilustrações que cobrem todas as disciplinas do ensino fundamental e médio. E a partir de fevereiro, o aluno também vai poder contar com a ajuda de uma equipe formada por 20 professores especialmente treinados para dar orie-n-tações e aulas de reforço (R$ 10 até 15 minutos). “A escola é insubstituível, mas esta é uma ferramenta a mais para que os estudantes tenham a ajuda necessária para melhorar o desempenho”, explica Maria Eugênia.

Mapas – Para quem está na idade de pensar na profissão, o portal oferece orientação vocacional, com panorama sobre as carreiras, análise de livros e banco de dados sobre os cursos disponíveis. Um dos canais mais legais dentro da Biblioteca Viva é o banco com mapas da Rand McNally, a maior empresa de cartografia do mundo. Ao entrar nesse canal, o navegador vai encontrar um atlas universal que, apesar de ser ultradetalhado, com 1 milhão e 400 mil ilustrações e informações geográficas, não demora para carregar a página.

Na estação Faça Escola, a segunda área do portal, pais e educadores terão à disposição um resumo diário com as principais notícias e artigos ligados à educação, publicados em revistas e jornais do Brasil e do mundo. Ainda nessa área, alunos e educadores vão trocar experiências em listas de discussões e chats, além de poder participar de conferências (com acesso pago) realizadas por especialistas de diversos setores. Também é no Faça Escola que os alunos encontrarão um canal com atividades de lazer para uma pausa.

Fora esses serviços, o Klick Educação tem um shopping virtual que vende desde lápis e borracha até livros escolares e viagens de intercâmbio cultural. Oferece ainda uma área exclusivamente dedicada a um curso de inglês online, com acesso pago. É o Global English, uma escola americana especializada em ensinar via Internet que, para facilitar a comunicação com seus alunos, contratou professores brasileiros. E, em breve, o Klick Educação vai lançar a Escola Virtual, um projeto piloto de ensino pela Web.

Democracia – Para Patrícia e Maria Eugênia, o portal vai permitir que um grande número de pessoas possa não apenas tirar suas dúvidas, mas também compartilhar suas experiências, criando uma comunidade voltada à área de educação. Até 2002, o Klick Educação pretende estar em todos os países da América Latina. “Nosso objetivo é democratizar a informação, servir de espaço para as iniciativas na educação, sempre mantendo o máximo rigor de qualidade”, afirma Maria Eugênia.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel