Edição nº2595 19/09 Ver edições anteriores

Dilma na telona

A presidenta Dilma Rousseff está inclinada a aceitar o convite do cineasta português, Miguel Gonçalves Mendes, para estrelar o documentário “O Sentido da Vida”. Tão logo soube do interesse do diretor luso

Dilma na telona

CONF-01-IE-2252.jpg

A presidenta Dilma Rousseff está inclinada a aceitar o convite do cineasta português, Miguel Gonçalves Mendes, para estrelar o documentário “O Sentido da Vida”. Tão logo soube do interesse do diretor luso, pediu a assessores informações sobre o projeto. No filme, Mendes pretende retratar o cotidiano de Dilma e de mais cinco personalidades da filosofia, da literatura, da música e do cinema. Já estão confirmadas as participações do escritor Valter Hugo Mãe e do filósofo Alain Botton. O cineasta escolheu Dilma por enxergar diferenças na forma como homens e mulheres encaram o poder. “Os homens buscam o poder pelo status. Elas, na maioria dos casos, querem lutar em prol do bem comum”, acredita o diretor.

Trabalho temporário

Recém-empossado, o deputado José Genoino (PT-SP) já nomeou três secretários parlamentares para o seu gabinete. Os funcionários, porém, estão preocupados com a brevidade do mandato e já tratam o serviço como um emprego temporário. Um deles passou recentemente num concurso público e, se for chamado, não hesitará em deixar o gabinete.

Agora vai?

O vice-presidente da República, Michel Temer, resolveu priorizar a reforma política em 2013. Temer defenderá, entre outras propostas, a realização de eleições gerais, de prefeito a presidente, no mesmo ano. Já o PT trabalha para instituir o financiamento público de campanhas eleitorais.

Superexposição

Os candidatos à presidência da Câmara escolheram a TV Câmara como a vedete para a eleição de fevereiro. Os candidatos garantem que, caso eleitos, criarão núcleos regionais para a televisão. Dessa forma, os parlamentares serão filmados inclusive durante atividades nas bases eleitorais.

Charge

charge_2252.jpg

O pré-sal requer pressa

Preocupada com a lentidão da máquina pública, a presidenta Dilma Rousseff determinou ao ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, que reabra logo os processos de licitação para os novos campos do pré-sal. A conversa aconteceu logo depois da reunião entre o ministro Lobão e a presidenta, no início da manhã da quinta-feira 10, para debater a questão energética.

O rei da folia

A máscara do presidente do STF, Joaquim Barbosa, deverá ser a mais vendida do Carnaval deste ano. Já foram comercializadas mais de 25 mil delas e a expectativa da empresa especializada em fantasias de carnaval é de que sejam vendidas pelo menos 50 mil. A máscara de Joaquim Barbosa já superou em vendas a de Neymar, Tite, Lula e a da mascote da Copa, Fuleco.

Rumo ao poder

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel (PT-MG), discute a estratégia de sua provável candidatura ao governo de Minas Gerais em 2014. Em conversa com seu grupo político, Pimentel disse que a presidenta Dilma não se oporá caso ele precise se desincompatibilizar do governo para fazer campanha.

O futuro de Blairo

O senador Blairo Maggi (PR-MT) poderá reforçar o PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Estremecido com o secretário-geral do seu partido, Valdemar Costa Neto, condenado no processo do mensalão, Blairo aguarda apenas uma consulta feita ao TSE para bater o martelo sobre seu destino. Outra alternativa para o senador é o PSD. Na virada do ano, o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab escancarou as portas da legenda para o parlamentar. Caso deixe o PR, Blairo promete levar com ele mais de 70% dos 141 prefeitos de Mato Grosso.

Só sei que nada sei

As articulações na Câmara pela presidência das Comissões estão em alta. Nos partidos, já existe um consenso: será fechado o espaço para parlamentares inexperientes. A intenção é evitar fiascos como o do deputado Wilson Filho (PMDB-PB) à frente da Comissão da Amazônia. Aos 23 anos, o filho do ex-senador Wilson Santiago assumiu a vaga por indicação do pai. Segundo os colegas, ele não entendia nada sobre os temas.

Toma lá dá cá

CONF-05-IE-2252.jpg

Fady Abboud, Ministro do Turismo do Líbano

ISTOÉ – Por que visitar o Líbano?
ABBOUD –
O Brasil tem mais libaneses que qualquer outro país do mundo, incluindo o próprio Líbano. Isso é algo único. Quando os brasileiros vão para lá, eles se sentem em casa.

ISTOÉ – O Líbano é hoje um local seguro?
ABBOUD –
Há uma imagem estereotipada de que o País está sempre em guerra. Mas Beirute é mais segura que Londres, Paris e Nova York em termos de estatísticas.

ISTOÉ – Como a Guerra na Síria afetou o Líbano economicamente?
ABBOUD –
O turismo representa 22% de nossas receitas. Com a guerra, nós perdemos os turistas terrestres que representam mais de 300 mil a cada ano.

ISTOÉ – O Líbano deve se manter neutro em relação ao conflito na Síria?
ABBOUD –
Queremos ficar longe do que está acontecendo na Síria.

Rápidas

* Para valorizar o seu passe, de olho nas eleições de 2014, o DEM coloca um pé em cada canoa. Aliado natural do PSDB, o Democratas ensaia uma aproximação com o PSB. A estratégia, porém, é de alto risco político. Os tucanos, por exemplo, estão cansados deste jogo duplo.

* A assessoria do presidente do STF, Joaquim Barbosa, diz que ele já morou nos EUA, possui imóveis naquele país e não pretende adquirir outro tão cedo. Ou seja, não está à procura de casa em Miami.

* Não foi só o cantor Dinho Ouro Preto que já teceu loas ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos, durante um show. Ivan Lins declarou recentemente que ele deveria ser o próximo presidente da República.

* O deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP) é pule de dez para assumir o Ministério da Ciência e Tecnologia. Na última semana, o atual ministro, Marco Raupp, teria sido avisado por integrantes do governo que deverá mesmo deixar o cargo.

Retrato falado

CONF-03-IE-2252.jpg

Durante o período de festas de fim de ano, o deputado Henrique Fontana (PT-RS) ficou horas preso num engarrafamento nas proximidades da ponte de Laguna, em Santa Catarina. Irritado, sacou o telefone, ligou direto para o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, e pediu uma solução para o problema. A ponte está em obras e, na tentativa de amenizar os transtornos, Passos prometeu contratar uma equipe de gestão de trânsito.

A CPI não acabou

CONF-02-IE-2252.jpg

O Ministério Público e a PF analisam o relatório paralelo apresentado pelo senador Álvaro Dias (PSDB-PR) durante a CPI de Carlinhos Cachoeira.
O documento lista mais de 60 empresas supostamente envolvidas no esquema do bicheiro.
O objetivo é seguir o rastro do dinheiro oriundo dos cofres públicos que entrou na contabilidade da Delta e foi repassado em forma de propina ou doação oculta para campanhas eleitorais.

Recorde negativo

A aviação civil brasileira fechou 2012 com um novo recorde de acidentes de aviões e helicópteros. Houve 168 registros no ano passado, ante 159 em 2011, um aumento de 5,6%.
Os números vêm crescendo na última década.
O total de acidentes em 2002 foi de 61. 


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.