Edição nº2581 13/06 Ver edições anteriores

Distanciamento estratégico

No primeiro ato do PT em desagravo ao ex-ministro José Dirceu, realizado na semana passada no sindicato dos bancários em Curitiba, algumas ausências importantes foram notadas

Distanciamento estratégico

CONF-ABRE-IE.jpg

No primeiro ato do PT em desagravo ao ex-ministro José Dirceu, realizado na semana passada no sindicato dos bancários em Curitiba, algumas ausências importantes foram notadas. Os ministros paranaenses Gilberto Carvalho, Paulo Bernardo, Gleisi Hoffmann, o diretor de Itaipu Jorge Samek, além de deputados federais, estaduais e muitos vereadores mantiveram distância e nem sequer enviaram mensagem de apoio. Ou seja, a iniciativa de reagir à condenação de Dirceu pelo Supremo Tribunal Federal beirou o fiasco. Pelo visto, nem os petistas estão dispostos a comprar essa briga.

Notório saber

Com a morte do arquiteto Oscar Niemeyer, escritórios de arquitetura de Brasília começam a se movimentar para questionar judicialmente o monopólio do artista sobre todas as obras de reforma e adequação de prédios e monumentos com sua assinatura na capital federal. São milhares de reais em contratos. Os herdeiros querem manter a exclusividade.

Amizade secreta

Na investigação da Porto Seguro, os agentes da Polícia Federal ficaram impressionados com a rede de amizades de José Weber Holanda, ex-adjunto da Advocacia-Geral da União. Ele mantinha contatos frequentes com o diretor da Agência Brasileira de Inteligência, Wilson Trezza.

O sobrevivente

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, sobreviverá à reforma ministerial prevista para fevereiro. Ele não ficará só por causa de seu partido, o PP, mas por demonstrar em reuniões no Planalto profundo conhecimento técnico de projetos e obras de sua pasta.

Charge

Charge_2248_Niemeyer.jpg

Cruza e cabeceia

O prefeito eleito de Salvador, ACM Neto, foi agraciado com a quase totalidade das emendas parlamentares ao Orçamento da União do deputado Antônio Carlos Magalhães Neto… ele mesmo! Serão R$ 13,5 milhões em recursos para a capital baiana.

Quase um templo

Dez parlamentares que seguiam para uma audiência com o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa, foram impedidos de subir no elevador privativo de autoridades. Tiveram que pegar o elevador de serviço. Ninguém entendeu.

Fãs do arquiteto

O arquiteto Oscar Niemeyer, comunista convicto, deixou fãs de todas as colorações partidárias. O tucano Geraldo Brindeiro encomendou ao escritório de Niemeyer o projeto de sua luxuosa casa no Lago Sul. Brindeiro, então procurador-geral da República, havia firmado contrato também para as obras da sede da PGR e ficou encantado com o resultado.

Sumiço e silêncio

Em viagem aos EUA, o governador da Bahia, Jaques Wagner, visitou o Centro Martin Luther King, em Atlanta. E firmou memorando de cooperação com o governo local com o objetivo de promover o turismo étnico-racial.

Vant para chamar de seu

Com sua atual frota sucateada, a Coordenação de Aviação Operacional da PF está adquirindo uma aeronave tripulada King Air para operações de reconhecimento, localização, identificação e acompanhamento de alvos. Curiosamente, são atribuições idênticas às do projeto Vant (veículo aéreo não tripulado), mas com custo muito superior e potencial operacional aquém dos Heron israelenses já adquiridos. A iniciativa enterra de vez o programa dos Vant da PF e joga no lixo R$ 80 milhões. Pior, há indícios de que a compra esteja dirigida à empresa americana em detrimento da Embraer.

Faxina nas agências

O governo mobilizou sua bancada no Congresso Nacional para aprovar um pacote de higienização nas agências reguladoras, após o escândalo da Operação Porto Seguro. A PEC estabelece critérios de nomeação mais rígidos, com exigências técnicas específicas do setor para evitar apadrinhamentos, o fim da blindagem dos mandatos dos diretores e a prestação anual de contas aos parlamentares.

Toma lá dá cá

CONF-02-IE.jpg

Celso Ferro, consultor em Segurança e Inteligência da Truesafety Ltda.

ISTOÉ ? A violência contra policiais em SP é coordenada de dentro dos presídios. Bloqueadores de celular não funcionam?
Ferro ?
A evolução tecnológica torna os sistemas obsoletos rapidamente. Além disso, os bloqueadores interferem nas comunicações de celulares fora das penitenciárias.

ISTOÉ ? A solução é eliminar os bloqueadores?
Ferro ?
A solução é a gestão das comunicações em presídios, com a aplicação de dispositivos que permitam o controle, a fiscalização e obstrução quando necessário.

ISTOÉ ? Como?
Ferro ?
É possível o uso de equipamentos para um controle seletivo do terminal. Com autorização judicial, você escolhe quem bloquear, interceptar ou monitorar.

Rápidas

* O CNJ pautou para a terça-feira 11 o julgamento da sindicância patrimonial contra o desembargador Claudionor Abss Duarte, acusado de amealhar patrimônio de R$ 33 milhões em cinco anos. O presidente Joaquim Barbosa espera que o caso seja julgado.

* O anel viário de Jataí (GO), obra que ainda consta da prestação de contas do DNIT como de responsabilidade da empreiteira Delta, recebeu emenda de R$ 100 milhões da bancada de Goiás. Carlinhos Cachoeira é considerado sócio oculto da empresa.

* A empresa New Talent, de João Vasconcelos, ex-marido de Rose Noronha, tentou abocanhar contrato na Previ, o fundo de pensão do Banco do Brasil. Numa tomada de preços de julho de 2011, ela ficou em último lugar entre cinco concorrentes ao fazer oferta três vezes mais cara que a do vencedor.

* Alvo da Operação Durkheim, a advogada Priscila Corrêa da Fonseca conseguiu o apoio da OAB de São Paulo, que designou o advogado José Roberto Batochio para defendê-la. Com indiciamento quase certo e já intimada, Priscila tem fugido do depoimento.

Retrato falado

CONF-03-IE.jpg

O presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Consumidores de Energia Elétrica, deputado Cesara Halum (PSD-TO), acha que é possível reduzir ainda mais o custo da energia no País. Ele defende um acordo para a redução do PIS e da Cofins dos atuais 9,25% para 3,65%, além do ICMS, imposto que em alguns Estados representa até 30% da conta do consumidor final. Halum espera que no futuro o brasileiro possa escolher qual distribuidora fornecerá o serviço.

Drible no Baixinho

CONF-04-IE-2248.jpg

Na semana passada, enquanto o deputado federal Romário (PSB-RJ) colhia assinaturas para a instalação da CPI da CBF, pelo menos quatro parlamentares receberam telefonemas de representantes da entidade pedindo audiências, que foram confirmadas. A boa vontade dos políticos é um sinal de que o lobby pode mais uma vez abortar a iniciativa de se vasculhar as contas e contratos da confederação.

Herança maldita

A ministra Marta Suplicy quer identificar os responsáveis pelos contratos irregulares firmados pela gestão de Ana de Hollanda com dez ONGs do setor. A ideia é aproveitar o alerta do TCU para degolar funcionários da antecessora que mantêm influência na pasta.

Fotos: FABIO RODRIGUES-POZZEBOM/ABR; Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press; Orestes Locatel
Colaboraram: Izabelle Torres e Josie Jeronimo 


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.