Gente

Emoções de uma diva

A atriz alemã Hanna Schygulla, a Lili Marlene do cinema, é a personificação de um mito.

Já foi musa de diretores de renome como Fassbinder, Wenders e Godard, mas há cinco anos largou tudo para virar cantora. Hoje, viaja o mundo divulgando canções do dramaturgo Bertolt Brecht. “Ele é clássico e moderno ao mesmo tempo, como eu”, afirma. Amiga de Maria Bethânia, a quem conheceu há oito anos, Hanna veio ao Brasil para se apresentar com ela no Prêmio Abit, o Oscar da moda brasileira. “Vamos cantar Emoções, de Roberto Carlos”, conta. “Bethânia em português, eu em espanhol.” A estrela também fará shows-solo no Rio e em São Paulo e pretende conhecer a Bahia.