Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

LEFTERIS PITARAKIS/AP/IMAGEPLUS E REX FEATURES/KEYSTONE

NA JUSTIÇA McCartney e Heather Mills, após a decisão judicial: ela pleiteava US$ 250 milhões e o ex-beatle oferecia US$ 31,6 milhões

Paixões avassaladoras costumam sair caro para as celebridades. Dono de uma fortuna estimada em US$ 800 milhões, o ex-beatle Paul McCartney terá de pagar uma fração disso, US$ 48,6 milhões (cerca de R$ 84 milhões), à ex-mulher, Heather Mills, por decisão judicial. Eles foram casados por quatro anos e têm uma filha, Beatrice. Na prática, o acordo deu a Heather US$ 34 mil por dia de casada. O valor é bem inferior aos US$ 250 milhões que a ex-modelo havia pedido, mas é um ganho em relação aos US$ 31,6 milhões oferecidos por McCartney. “Estou muito contente”, disse Heather, na saída do tribunal. O exbeatle ainda arcará com a babá, os estudos e pagará US$ 70 mil por ano a Beatrice, de quatro anos, até ela chegar à maioridade.

A decisão põe um ponto final em um dos divórcios mais ruidosos dos últimos tempos. McCartney, 65 anos, conheceu Heather, 40, em 1999, um ano depois da morte de sua primeira mulher, Linda. Eles se casaram em 2002 e dois anos mais tarde a relação já começava a fazer água. O divórcio foi oficializado em julho de 2006, dois meses após a separação, mas eles não entraram em acordo em relação aos termos financeiros. Desde então, começaram a surgir histórias escabrosas sobre os dois. Heather, que perdeu uma perna em um acidente de carro, teria sido garota de programa e roubado objetos em lojas. McCartney teria batido nela em várias ocasiões, assim como em Linda. Nada ficou provado, mas esses rumores serviram para apimentar ainda mais o divórcio.