Equador dá ultimato a sequestradores de jornalistas

O presidente do Equador, Lenín Moreno, estabeleceu na noite desta quinta-feira o prazo de doze horas para que os sequestradores de uma equipe de reportagem provem que o grupo está vivo, após informações sobre a possível execução dos reféns.

Caso não haja a prova de vida, “iremos com toda a contundência (…) e sem contemplações para punir estes violadores de todos os direitos humanos”, declarou Moreno logo após retornar ao Equador.

O presidente estava em Lima para a Cúpula das Américas, mas voltou a Quito após informações sobre a possível execução dos jornalistas.

Ainda no Aeroporto de Quito, Moreno enfatizou: “o prazo começa a correr a partir deste momento” para que “nos deem provas de que estão com vida”.

Nesta quinta-feira, as autoridades equatorianas receberam do canal colombiano RCN fotos do que seriam os corpos dos reféns, mas as imagens “não são conclusivas”.

O grupo do jornal “El Comércio”, integrado por dois jornalistas e um motorista, foi sequestrado no dia 26 de março passado, quando realizava uma reportagem na fronteira entre Equador e Colômbia.

No início de abril, um vídeo exibido pelo RCN mostrou o repórter Javier Ortega (32 anos), o fotógrafo Paúl Rivas (45), e o motorista Efraín Segarra (60) com algemas e correntes no pescoço.

Os três foram sequestrados quando realizavam reportagens no povoado de Mataje, onde as autoridades dos dois países perseguem guerrilheiros que se afastaram do processo de paz com as já dissolvidas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

O Exército colombiano apontou os dissidentes comandados pelo equatoriano Walter Artízala, conhecido como Guacho, como responsáveis pelo sequestro.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel