Príncipe saudita assina pré-acordo para compra de navios de guerra espanhóis

O herdeiro saudita Mohamed bin Salmán, em visita a Madri nesta quinta-feira (12), assinou um acordo preliminar para a compra de cinco navios de guerra da Espanha, um contrato de mais de 1,8 bilhão de euros, denunciado por várias petroleiras antecipadamente, por medo de que o armamento seja usado no conflito do Iêmen.

O príncipe saudita reuniu-se com o rei Felipe VI, a ministra da Defesa, María Dolores de Cospedal, e o presidente do governo, Mariano Rajoy.

Durante a visita, os dois países assinaram vários memorandos de entendimento em cinco áreas: cultura, ciência, emprego, transporte aéreo e defesa.

O ponto-chave da visita de 24 horas a Madri foi o pré-acordo sobre a venda da Espanha à Arábia Saudita de cinco corvetas, um tipo de navio de guerra mais leve que a fragata, que serão fabricados pela empresa pública espanhola Navantia.

Este acordo de entendimento foi assinado por Mohamed bin Salmán, também ministro da Defesa, e sua equivalente De Cospedal, anunciou o gabinete dela em sua conta no Twitter.


+ Advogada é morta e tem corpo carbonizado no Rio de Janeiro
+ Morre Liliane Amorim, influencer de Juazeiro do Norte, após complicações da realização de lipoaspiração

Um porta-voz do Ministério espanhol da Defesa disse que é um “acordo de intenções entre os governos para a próxima venda que a Navantia fará de cinco corvetas para a Arábia Saudita por mais de 1,8 bilhão de euros”.

A assinatura do contrato poderia acontecer “nas próximas semanas”, segundo a pasta.

A operação foi denunciada por várias ONGs como Anistia Internacional, Oxfam e Greenpeace, que alertaram a Espanha para o risco de se tornar “cúmplice da comissão de crimes de direito internacional no Iêmen”.

Desde 2015, a Arábia Saudita dirige uma coalizão militar internacional no Iêmen. Seu objetivo político é defender o governo local frente a uma rebelião pró-Irã, mas a intervenção saudita gerou um conflito regional que já dura três anos.

O balanço atual é de cerca de 10 mil mortos e 53 mil feridos, incluindo diversos civis.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ 7 tendências de design de interiores que vão bombar em 2021
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel