Netflix é excluída do Festival de Cannes


Uma nova regra do Festival de Cannes excluiu a Netflix da edição deste ano, informou nesta quarta-feira Ted Sandoros, diretor de conteúdo da empresa americana.

O Festival, que nesta quinta-feira anuncia sua seleção, determinou a exclusão de todos os filmes não exibidos nos cinemas franceses.

“Queremos que nossos filmes estejam em pé de igualdade com os demais. Se existe o risco de nossos filmes e cineastas receberem um tratamento desrespeitoso no festival (…) acredito que é melhor não estarmos lá”.

No ano passado, a Netflix optou por não distribuir para os cinemas seu filme “Okja” para não retardar a exibição entre seus assinantes. Também concorreu com “The Meyerowitz Stories”, de Noah Baumbach.

A lei francesa determina que após a estreia nos cinemas, um filme deve aguardar quatro meses para ser lançado em DVD ou no sistema OnDemand. Depois de 10 meses pode ser exibido na TV aberta e após 36 meses em qualquer serviço ‘streaming’.

A Netflix não descarta exibir seus filmes nos cinemas franceses, mas se nega a esperar três anos para tê-los em sua plataforma.

“Esperamos que [Cannes] mude as regras, se modernize (…). Propomos que Cannes se reúna com a comunidade mundial do cinema”.

Veja também
+ Modelo Suzy Cortez vai ao treino da Argentina dar água de seu banho a Messi
+ Policial militar mata a tiros quatro pessoas em pizzaria de Porto Alegre
+ Mãe de Eliza Samudio diz que Bruno não paga pensão e que filho do goleiro se sente culpado pelo crime
+ Deputado dos EUA sugere mudar órbita da Lua para combater aquecimento
+ Mano Brown se irrita com possível acerto do Santos com volante do Corinthians: ‘Tá tirando’
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago